Terça-feira, Julho 23, 2024
InícioArtigos LusopressCidade alentejana ganha "irmã" brasileira

Cidade alentejana ganha “irmã” brasileira

A cidade alentejana Estremoz e a brasileira Extremoz assinaram um acordo de geminação. Desta forma a cidade alentejana ganha uma “irmã” brasileira, com a finalidade de reforçar a cooperação em diversas áreas entre os dois lados do Atlântico.

O acordo foi assinado no Consulado Honorário de Portugal em Natal, a capital do estado de Rio Grande do Norte. E contou com a presença do embaixador de Portugal no Brasil, Luís Faro Ramos. Mas também outras autoridades diplomáticas portuguesas e da presidente da presidente da Câmara de Extremoz, Jussara Sale, e ainda de autoridades regionais brasileiras.

Estremoz é uma cidade portuguesa no distrito de Évora, na região do Alentejo, sub-região do Alentejo Central (Foto)
Extremoz é um município brasileiro situado no litoral do estado do Rio Grande do Norte (Foto)

Cidade alentejana ganha “irmã” brasileira

De acordo com o autarca de Estremoz, “a ideia da geminação surgiu, alicerçada nos fortes laços históricos, culturais e afetivos que ligam os nossos dois países e as duas cidades em concreto”. Em declarações à Lusa, José Sadio referiu igualmente que “é muito reconfortante saber que os vestígios da passagem de Portugal pelo Brasil se mantêm vivos, ocupando um lugar proeminente na memória e identidade do país”. O presidente da Câmara de Estremoz participou na cerimónia através de videoconferência.

O objetivo, detalhou José Sadio, é que a geminação abra portas “não apenas no diálogo cultural e nas questões civilizacionais, mas também em áreas de grande potencial quer económico, quer turístico, quer tecnológico” e acompanhe as boas relações que Portugal e Brasil têm demonstrado ao longo dos últimos anos.

As duas cidades pretendem apoiar intercâmbios para o desenvolvimento entre cidadãos e empresários “com vista a uma melhor compreensão mútua e uma cooperação eficaz, pondo ao serviço da fraternidade o sentimento de um destino intrinsecamente comum”, frisou.

Luís Faro Ramos frisou que este acordo “sinaliza a vontade de duas cidades que agora são irmãs em ter mais cooperação”. Isto numa parceria na qual podem abrir-se “uma série de possibilidades nas áreas de intercâmbio de negócios, cultural, educação”, entre outras.

Para Portugal, este importante acordo une duas cidades “de dois países que também são irmãos”. E reflete “o reforço entre Portugal e o Brasil, mas também entre Portugal e os vários estados que compõem o Brasil”, disse o diplomata.

Para além disso, recordou o embaixador, a cidade brasileira de Extremoz possui “uma presença muito antiga de Portugal. Designadamente uma igreja que foi aqui construída no século XVII”.

ARTIGOS RELACIONADOS

Artigos Populares