Sábado, Abril 13, 2024
InícioNotíciasDiásporaIldeberto Medina: um self-made man luso-americano

Ildeberto Medina: um self-made man luso-americano

por Daniel Bastos

A comunidade lusa nos Estados Unidos da América (EUA), cuja presença no território se adensou entre o primeiro quartel do séc. XIX e o último quartel do séc. XX, período em que se estima que tenham emigrado cerca de meio milhão de portugueses essencialmente oriundos dos arquipélagos da Madeira e dos Açores, destaca-se hoje pela sua perfeita integração, inegável empreendedorismo e relevante papel económico e sociopolítico na principal potência mundial.

No seio da numerosa comunidade lusa nos EUA, de acordo com os dados dos últimos censos americanos, residem no território mais de um milhão de portugueses e luso-americanos, destacam-se vários percursos de vida de compatriotas que alcançaram o sonho americano (“the American dream”).

Ildeberto Medina: um self-made man luso-americano

Entre as várias trajetórias de portugueses que começaram do nada na América e ascenderam na escala social graças a capacidades excecionais de trabalho, mérito e resiliência, destaca-se o percurso inspirador e de sucesso de Ildeberto Medina, uma das figuras mais gradas da numerosa comunidade luso-americana de Providence, capital e cidade mais populosa do estado de Rhode Island.

As origens

Natural da ilha Graciosa, arquipélago dos Açores, Ildeberto Medina emigrou para a América em 1977, com apenas 15 anos, na companhia dos pais e do irmão, repisando o percurso da avó paterna, que no ocaso do séc. XIX tinha partido para a costa leste dos Estados Unidos num barco baleeiro em demanda de melhores condições de vida.

A chegada a Boston, capital e cidade mais populosa do estado de Massachusetts, numa fase de incremento da emigração açoriana para o território americano, não correu como planeado devido à inadaptação dos pais à nova realidade, circunstância que motivou a família a retornar ao torrão natal. 

Nunca esmorecendo na ambição de alcançar o sonho americano, Ildeberto e o irmão mais novo, desta vez sozinhos, cruzariam pouco tempo depois novamente o Oceano Atlântico. Em 1979, a partir de Providence, realizaria o seu primeiro trabalho por conta própria, começando aí um percurso de autênticoselfmade man” que o catapultou a empresário de referência no ramo da construção civil, com a fundação da empresa “Medina Construction” em 1985.

Reconhecimento e mérito

Ao longo dos últimos 40 anos, o trabalho e a resiliência incansáveis, elevaram o graciosense. Logrou inclusive acabar o liceu e ingressar no ensino universitário norte-americano onde se formou em Línguas. Hoje é um empreendedor de reconhecidos méritos na comunidade luso-americana, como revelam as inúmeras distinções que tem alcançado.

Por exemplo, a que lhe foi atribuída pela revista da diáspora Lusopress. Atualmente um relevante meio de comunicação social da comunidade portuguesa em França, que o distinguiu como um dos dez “Portugueses de Valor de 2017”. A saber, uma iniciativa anual da LusoPress que conta igualmente o Alto Patrocínio do Presidente da República.

Em seguida a de 2021, atribuída pelo mayor Roberto Silva, autarca lusodescendente de East Providence. Reconheceu Ildeberto Medina com proclamação oficial no âmbito dos 40 anos de empreendedorismo do proprietário da “Medina Painting & Remodeling” e sócio de várias empresas. Nos fundamentos da atribuição da distinção sobressai o trajeto singular do empresário luso-americano. Visto que “através de contínuos esforços, árduo trabalho, em sistema de part-time, ao mesmo tempo que frequentava a escola. Desde a sua chegada aos EUA, empenhou-se na conquista do êxito da sua iniciativa empresarial. E por conseguinte, a cidade de East Providence reconhece a sua bravura e sacrifício concluído no êxito empresarial”.

Sempre sem esquecer as orgiens

Inegavelmente apoiante constante do associativismo luso-americano, o empresário de sucesso não olvida as suas raízes. Dessa forma contribuiu decisivamente para que, em 2022, tenha recebido a insígnia autonómica de mérito industrial, comercial e agrícola. Em conformidade com as comemorações do Dia dos Açores, que se assinalam na segunda-feira do Espírito Santo. E nesse ano se realizaram no concelho de Lagoa, ilha de São Miguel. Uma insígnia honorífica atribuída em conjunto pela Assembleia Legislativa e o Governo dos Açores. Primordialmente, visa agraciar aqueles que têm desenvolvido a sua atuação nas áreas industrial, comercial ou agrícola. E, dessa forma, se destacam por relevantes serviços para o seu desenvolvimento ou ainda assim por excecionais méritos na sua atuação.

O empresário luso-americano Ildeberto Medina (dir.), foi condecorado no Dia dos Açores em 2022, pelo Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, com a insígnia autonómica de mérito industrial, comercial e agrícola
O empresário luso-americano Ildeberto Medina (dir.), foi condecorado no Dia dos Açores em 2022, pelo Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, com a insígnia autonómica de mérito industrial, comercial e agrícola

Em suma, é uma das figuras mais gradas da comunidade lusa de East Providence. Local onde reside a maior percentagem de portugueses do Estado de Rhode Island. Com um percurso singular o empresário Ildeberto Medina, recorda-nos a máxima do historiador italiano Cesare Cantú. “O mais saboroso pão e a mais agradável comodidade são os que conquistamos com o nosso suor”.

ARTIGOS RELACIONADOS

Artigos Populares