Terça-feira, Julho 23, 2024
InícioReportagensEntrevistasÀ conversa com João Pinharanda, ex-conselheiro cultural da Embaixada de Portugal em...

À conversa com João Pinharanda, ex-conselheiro cultural da Embaixada de Portugal em França

João Pinharanda nasceu em Moçambique, mas foi em Portugal que se formou em História e, enveredou pela História da Arte. Trabalhou como jornalista e especialista em arte em algumas publicações nacionais e foi peça crucial na fundação do Museu de Arte Contemporânea de Elvas.

Trabalhou ainda na EDP, sendo consultor artístico e responsável pela programação de exposições da Fundação EDP, desde 2000, onde organizou mais de uma centena de exposições e catálogos; organizador dos Prémios de Arte da Fundação EDP (Prémio EDP – Novos Artistas e Grande Prémio EDP); responsável pela Colecção de Arte da Fundação EDP; comissário e coordenador do Programa da Fundation EDP «Arte e Arquitectura em Barragens»; comissário e coordenador do Programa de Arte Pública do Parque de Escultura Contemporânea do Parque Almourol (Vila Nova da Barquinha); projecto de intervenção na paisagem na zona da Barragem do Alqueva (Aldeia da Luz/Museu da Luz); é comissário de numerosas exposições individuais e colectivas em museus nacionais e internationais (Espanha, França, Rússia, México, Brasil).

Em 2015, muda-se para Paris, para abraçar o cargo de Conselheiro Cultural da Embaixada de Portugal em França, função que acumula com a direção do Instituto Camões. Em junho passado, e depois de seis meses na capital francesa, João Pinharanda cessou funções e regressou de novo a Portugal, integrando a Fundação EDP. Numa conversa com a Lusopress, João Pinharanda falou sobre o seu percurso em França.

ARTIGOS RELACIONADOS

Artigos Populares