26 May, 2019 Última Actualização 4:14 PM, 23 May, 2019

Paris viu nascer a Confraria da Sardinha

 

Nasceu em Paris, a Confraria da Sardinha. Na celebração da constituição estiveram cerca de 90 pessoas, entre as quais o Maire de Champigny-sur-Marne. A Confraria nasceu com o objectivo de promover e divulgar a sardinha, um elemento característico da gastronomia portuguesa. Gilberto Francisco é o presidente da Confraria, que será uma das maiores de França, com cerca de 100 elementos.

Sala Vasco da Gama abriu as portas para a 17ª edição da Semana Gastronómica

 

A sala Vasco da Gama abriu as suas portas à Semana da Gastronomia Portuguesa. Entraram os sabores e os aromas de Portugal, mas entraram também todos os amantes da culinária nacional. É assim, há já 17 anos, que Portugal atravessa fronteiras e instala-se em Valenton, com os melhores dos seus produtos. Durante 10 dias, está garantida qualidade e diversidade.

A 17ª edição fica marcada por uma novidade. O serviço está a cargo da Canelas, que apostou na inovação para garantir, uma viagem gastronómica inesquecível. Os pratos estão nas mãos de Rui Mingatos, Manuel Almeida e António Vieira, três chefs conhecidos e experientes do Norte de Portugal. No que respeita aos vinhos, há também uma novidade: a sugestão de um crítico vínico, que trouxe até Paris, os melhores vinhos de Portugal. Logo no primeiro almoço, as opiniões não podiam ser mais favoráveis. Até dia 24 de Março, a sala Vasco da Gama espera por si. Tem à sua espera, o melhor da gastronomia portuguesa.

Vallegre organiza jantar com prova de vinhos em Paris

 

Há cinco gerações que a Vallegre dá continuidade, à tradição secular de uma família de viticultores, oriundos da região do Douro. A empresa mantém-se 100% portuguesa, e tem-se destacado pelos resultados da expansão, mas também pela modernização e preservação da sabedoria ancestral. Do Douto até Paris, a Vallegre organizou um jantar, com prova dos seus vinhos. O local escolhido, foi o restaurante Le Saint Martins, na capital francesa.

É na Quinta da Vista Alegre que tudo começa, terminando depois na boca de quem mais aprecia bons vinhos. Os destinos são vários e França está agora como um mercado potencial para a aposta do vinho do Porto de qualidade.

Fado em Paris ganha uma nova voz: Tânia Raquel Caetano

 

Tânia nasceu no Montijo, de onde saiu com os pais rumo a França, quando tinha apenas 5 anos. Mas já aqui, a sua vocação para a música se manifestava desde muito cedo. Em França, frequentou o conservatório quando tinha 12 anos. No liceu, fez parte de um grupo de jazz e foi nessa altura, com 16 anos, que teve o primeiro contacto, a sério, com o fado. O avô paterno e a mãe passaram-lhe o gosto e o talento para a música. Aos 14 anos, descobre o fado, ao ouvir Dulce Pontes. Tânia, dá agora os primeiros passos no fado. Para já, Tânia Raquel Caetano concilia a psicologia com os espectáculo em casas de fado, em França. O sonho, é fazer carreira como fadista e conseguir gravar um álbum.