Restaurante Solar dos Presuntos é marca de qualidade e tradição
21 Jan, 2021 Última Actualização 5:46 PM, 21 Jan, 2021

Restaurante Solar dos Presuntos é marca de qualidade e tradição

 

 

Quem entra nesta casa, entra na sua casa. Foi com este lema que a Lusopress foi conhecer uns dos restaurantes mais emblemáticos de Lisboa. O Solar dos Presuntos foi fundado há mais de quarenta anos, e ao longo destas 4 décadas o restaurante apresentou uma série de pratos que constituem autênticas especialidades da cozinha portuguesa.

Pedro Manuel é o gerente do Solar dos Presuntos e filho do fundador e proprietário do mesmo. Aprendeu com o pai a arte de bem servir e receber. Em entrevista, contou um pouco da história do espaço, que começou com 12 lugares e hoje tem capacidade para 200 pessoas.

Um dos grandes destaques no restaurante é a sua garrafeira, com uma extensa lista de vinhos.  Por esse motivo, o restaurante desenvolveu uma aplicação para facilitar o cliente na hora da escolha de um vinho. A lista, apesar de extensa, é praticamente composta somente por vinhos portugueses.

Os pratos variam todos os dias, mas facilmente se pode encontrar diariamente o cabrito assado no forno e o pernil.

Pedro Manuel salientou ainda que a marca do sucesso é a dedicação diária, que é prestada por todos da família.

Umas das tradições do restaurante são as fotografias. Pedro explicou como surgiu esta tradição.

No final, fica o convite para que venham conhecer o Solar dos Presuntos.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Teresa Coelho assumiu funções de Secretária de Estado das Pescas

 

Até então presidente do Conselho de Administração da Docapesca, Teresa Coelho é, desde setembro de 2020, Secretária de Estado das Pescas.

Ler notícia

Associação Internacional dos Lusodescendentes quer organizar Feira da Lusofonia em 2021

 

A Associação Internacional dos Lusodescendentes foi criada em 2019 e está essencialmente focada e ao dispor dos lusodescendentes.

Ler notícia