19 Oct, 2020 Última Actualização 2:17 PM, 16 Oct, 2020

Vinexpo 2020: exportação vinícola portuguesa em progressão no mercado francês

 

Tinto, verde, rosé, do Porto ao Algarve. Até os arquipélagos portugueses estiveram representados, nesta que foi a segunda edição da Vinexpo, no Parque de Exposições de Paris. Só de Portugal, foram precisamente 76 as companhias vinícolas ali representadas, com opções para todos os palatos. O Embaixador de Portugal em França realçou aqueles que considera serem os motivos que tem levado ao aumento da exportação vinícola portuguesa. A qualidade e a excelência são os principais factores também evocados pelas companhias vinícolas para justificar o aumento das suas vendas, havendo na opinião de José Reverendo, ainda caminho a ser feito.
A marca Portugal está a ter cada vez mais reconhecimento no estrangeiro, especialmente em França, e tal facto é notório através do aumento das importações de vinhos portugueses. Só em 2018 houve um aumento de 5,6%, o que equivale a aproximadamente 116 milhões de euros, relativamente ao período homólogo de 2017.
Misturar tradição e inovação é aquilo que os produtores de vinho acreditam ser a chave para o sucesso.
Sem dúvida, todos ambicionam poder ter uma posição mais firme no mercado francês. Os principais mercados do vinho português são os Estados Unidos da América, o Reino Unido, o Brasil e a Bélgica, mas todas as companhias afirmam estar a tentar cada vez mais desbravar caminho no mercado francês. Quase todos os empresários portugueses afirmaram ter sido expositores assíduos na feira Vinexpo de Bordéus, mas acreditam que esta presença, no coração da Europa, lhes trará ainda mais frutos nos próximos anos.

Casa da Prisca é o resultado da tradição, do bem-fazer e do amor à gastronomia e produtos da terra

 

É na aldeia de Freches, em Trancoso, que nasce uma bonita história do bem saber-fazer das mais genuínas tradições portuguesas. É aqui também que começa a viagem de Agostinho Santos. A Casa da Prisca é hoje o resultado da tradição e bem-fazer, do amor à gastronomia e aos produtos da terra, enraizados na família Santos desde 1917. De pais para filhos, ao longo de quatro gerações, foram transmitidos os ensinamentos e o prazer de transformar as melhores carnes, frutas e legumes. O que começou numa simples comercialização de carne de porco, enchidos e presuntos nas feiras e mercados da região, hoje o nome Prisca vai muito mais além. Durante a década de 90 a Prisca consolidou a sua marca, com a criação da fábrica em Trancoso e com a internacionalização dos seus produtos. Em 2004 assumiu uma mudança estratégica fulcral ao definir o lançamento da linha de compotas. A Casa da Prisca foi ainda o vencedor do prémio Heróis PME, indicador de trabalho bem feito, sempre pelo melhor caminho. Inovação é o que distingue a marca Prisca e, por isso, a maior preocupação é dar resposta às necessidades do consumidor.

Móveis Elmo são, há 33 anos, uma das maiores referências no mobiliário em França

 

Carpinteiro e marceneiro, de profissão e de vocação, Joaquim Machado chegou a França em 1973. Depois de algumas formações, estágios e trabalhos, sentiu força para se lançar no seu próprio negócio. Inicialmente Móveis Franco-Portugueses, posteriormente o negócio passou a ser conhecido por Móveis Elmo. Hoje, são duas as lojas abertas ao público, uma em Herblay e outra em Bondy. Especializada na venda de todo o tipo de mobiliário, a Móveis Elmo distinguiu-se, ao longo dos anos, pela inovação. Inovação essa que elevou a marca para outro patamar. Apesar das dificuldades, outra das bandeiras alcançadas pela empresa foi a mudança de mentalidade, em relação à qualidade dos móveis portugueses. A origem portuguesa é, agora, um motivo de orgulho. Em 2020, a Móveis Elmo festeja 33 anos de existência no mercado. Ideias novas não param de chegar, mas agora é altura de Joaquim Machado refletir sobre os próximos anos da Móveis Elmo. Aos clientes, fica um especial agradecimento. 

Peixoto Freres continua a fazer a diferença na comercialização de máquinas para profissionais

 

São já 26 anos de história de uma empresa que continua a fazer sucesso. Sempre com um crescimento exponencial, a Peixoto Fréres soube, ao longo do tempo, gerir as dificuldades e impor o seu nome no mercado do comércio de máquinas. O segredo do sucesso passa muito pela dedicação exclusiva a uma área de actividade. Por mês, a Peixoto Fréres vende mais de 100 máquinas, sendo os seus clientes um público-alvo bastante específico. A empresa mantém um cariz familiar, sendo hoje a segunda geração da família que dá a cara pelo negócio. Ana Peixoto tem sido o braço direito do pai e tem-se focado em dar o seguimento ao trabalho do seu progenitor. Ainda assim, Agostinho Peixoto continua a fazer a diferença no funcionamento da Peixoto Fréres. Bem posicionada no mercado, resta à Peixoto Fréres manter a mesma filosofia.

Salão Maison&Objet 2020: Exportação portuguesa atinge valores históricos

 

Foram 115 as empresas portuguesas que marcaram presença na primeira edição de 2020, do salão bianual do imobiliário e decoração “Maison & Objet”. Durante quatro dias, vários visitantes percorreram os 130 mil m² de área coberta, do Parque de Exposições de Villepinte, em Paris. O Secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Neves, também esteve presente e valorizou o posicionamento empresarial português no mercado a nível internacional, afirmando que é essencial o equilíbrio dos salários nacionais com essa excelência dos artigos produzidos.  Nesta exposição, dedicada à mostra de produtos do sector casa, é visível a crescente valorização de Portugal no estrangeiro, pelo consequente aumento dos níveis de exportação, quer seja no mobiliário, iluminação ou nos artigos decorativos. Assim o garante Nuno Barra, administrador do grupo Vista Alegre, a marca de porcelanas portuguesas mais antiga do país. Também a marca portuguesa de luxo Serip foi uma das que compareceu no certame. Os seus produtos, feitos a partir de bronze e vidro, enfeitam locais como The Simpsons Restaurant, em Londres, ou casas como a da cantora norte-americana Christina Aguilera e do designer de moda alemão Philipp Plein, levando o nome de Portugal  além-fronteiras. O seu responsável frisou a crescente valorização das peças portuguesas no estrangeiro. Neste certame que recebe cerca de 80 mil visitantes a cada edição, é cada vez mais elogiada a presença portuguesa. De ano para ano, o número de empresas participantes aumenta posicionando, assim, Portugal no grupo dos principais países exibidos no evento. 

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Cataratas do Iguaçu: uma experiência única e inesquecível

 

 

É um conjunto de 275 quedas de água e considerado Património Natural da Humanidade e uma das novas Sete Maravilhas da Natureza. As Cataratas do Iguaçu estão localizadas no parque Nacional do Iguaçu, no Estado brasileiro do Paraná, na região sul do país, e também no Parque Nacional Iguazú, em Misiones, já no país vizinho Argentina. 

Ler notícia

La Résidence Créteil acolheu noite de fado com Tereza Carvalho

 

O Restaurante La Résidence Créteil abriu as suas portas para uma noite de fados. Foi com casa cheia que a artista Tereza Carvalho fez o seu primeiro espetáculo para a comunidade portuguesa no pós-confinamento, provocado pela pandemia de Covid-19.

Ler notícia

Apocalypse de Saint Jean celebrado por portugueses em Pierrefitte-sur-Seine

 

 

Decorreu na Igreja de Sainte Thèrése, em Pierrefitte-sur-Seine, uma celebração em honra do Apocalypse de Saint Jean. O evento iniciou com uma conferência e contou com a presença de artistas portugueses, do Instituto do cavalo e equitação portuguesa e das artes equestres japonesas.

Ler notícia

Com mãos portuguesas, o restaurante L'Adresse faz sucesso em Paris

 

Em Neuilly sur Seine, a Lusopress encontrou um restaurante de mãos portuguesas: o Restaurant L´Adresse.

Ler notícia

Santa Casa da Misericórdia de Paris tem nova Provedora

 

Por ocasião do ano jubilar da Santa Casa da Misericórdia de Paris, o conselho de administração decidiu celebrar o evento com diferentes iniciativas. Uma delas foi o lançamento do livro “Jubileu da Santa Casa da Misericórdia de Paris”. A apresentação decorreu no Santuário de Nossa Senhora de Fátima, em Paris, e contou com a presença do Cônsul Geral de Portugal em Paris, Carlos Oliveira.

Ler notícia