06 Aug, 2020 Última Actualização 4:37 PM, 6 Aug, 2020

Cap Magellan e Império atribuem bolsas a estudantes lusófonos em França

 

A associação de jovens lusodescentes Cap Magellan, com a parceria da Seguradora Império, atribuíram bolsas de estudo a doze estudantes lusófonos  em França. A acção decorreu no Consulado Geral de Portugal, em Paris.A iniciativa é patrocinada pela Seguradora Império e teve como critério de selecção o mérito escolar. As bolsas de estudos têm um valor de 1600€ e os estudantes foram escolhidos por um júri composto por um membro da Cap Magellan, um membro da seguradora Império e pela coordenadora do ensino de português em França. Os alunos têm idades compreendidas entre 17 e os 20 anos.Na cerimónia esteve presente o Cônsul Geral, António Moniz, o director geral da Império Assurances, Diogo Teixeira, membros da associação Cap Magellan, assim como familiares dos alunos vencedores.

Grupo DSA, de Arlindo dos Santos, é líder em França em revestimento e renovação de fachadas

 

Foi em Vale de Cambra que nasceu Arlindo dos Santos, mas é França que este empresário de sucesso construiu o seu percurso de vida. Há praticamente quatro décadas em território francês, Arlindo continua a ser o mesmo homem “humilde” e “honesto”, que deixou o país para procurar melhores condições de vida. Actualmente, o grupo é considerado um líder em França no mercado do revestimento e renovação de fachadas, dando trabalho diário a 750 pessoas. O grupo está sediado em Massy, nos arredores de Paris, mas chega até Bordéus, Toulouse e Marselha. Arlindo sabe que “só a coragem e a vontade das pessoas é que podem mudar a vida”. Foi a sua determinação e coragem que o fizeram avançar. Mas, hoje, vê grandes problemas na sua área de actividade. Do trabalho no terreno, para a secretária, Arlindo continua a ser mesmo homem. A confiança da marca DSA no mercado permite-lhe trabalhar, com os maiores promotores imobiliários de França. A “Entreprise dos Santos Arlindo” começou apenas com três empregados, mas determinados e com vontade de avançar. O tempo, fez o negócio evoluir. Hoje, as ideias passam pela consolidação.

“Roupa Sem Fronteiras” para os mais necessitados, pelo 7º ano consecutivo

 

Na Academia do Bacalhau de Paris a solidariedade não tem fronteiras. Dando continuidade ao que tem sido habitual nos últimos anos, a associação organizou o projecto Roupa sem Fronteiras, iniciativa que já vai na sua sétima edição. Este ano, foram mais de 60 os voluntários que ajudaram, sendo responsáveis por triar, dobrar e empacotar os donativos. A Eurelec cedeu o espaço, e rapidamente o trabalho começou a ganhar forma. Depois de todo o processo de recolha, em vários locais da região parisiense, a associação fez a triagem, e é a responsável pela embalagem da roupa e posterior entrega. Este ano, os donativos chegarão ao Gabinete da Ação Social da Câmara Municipal de Viana do Castelo, à Associação CPCJ de Cabeceiras de Bastos, e à Emmaüs em França. No final, serão cerca de 22 paletes que chegarão a quem mais precisa. A empresa MRTI, do compadre Mário Martins, é a responsável pelo transporte até Portugal.

Manuel Cargaleiro tem novos azulejos em Paris e foi duplamente condecorado

 

O dia começou mais português na estação de metro Champs-Elysées Clemenceau. É uma das estações mais emblemáticas de Paris, e acolheu, pela segunda vez, um painel de azulejos do ceramista português Manuel Cargaleiro. Aos 92 anos, o artista português juntou aos painéis de azulejos instalados em 1995, novas peças nesta estação, chamada Estação Cargaleiro.O evento contou com a presença do Primeiro-Ministro português, António Costa, da Maire de Paris Anne Hidalgo, e ainda da Ministra da Cultura de Portugal, Graça Fonseca e do Embaixador de Portugal em França, Jorge Torres Pereira.Logo após a inauguração da obra, o mestre António Cargaleiro deslocou-se até a Mairie de Paris onde foi duplamente condecorado: por Portugal e por Paris .Perante dezenas de convidados, o artista recebeu a Medalha de Mérito Cultural do Governo português, e a medalha de Grand Vermeil, a mais importante condecoração da capital francesa, entregue por Anne Hidalgo, Maire de Paris.Manuel Cargaleiro confessa que Portugal e França são os seus dois amores.