INFORMAÇÃO
17 Jan, 2021 Última Actualização 5:09 PM, 15 Jan, 2021

Iniciativa “Todos Juntos” reuniu para os últimos preparativos

 

Estão a decorrer os últimos preparativos para a grande campanha de recolha de géneros alimentares, produtos de higiene, roupas e outros bens essenciais. A ação vai decorrer no próximo sábado, dia 20 de junho. A reunião de preparação aconteceu com a presença de alguns membros de associações, que se juntaram à iniciativa criada pelo Clube de amigos da Rádio Alfa. A iniciativa Todos Juntos, Plus Fort Ensemble tem como objetivo ajudar as pessoas mais necessitadas afetadas pela da crise sanitária e económica vivida por muitas famílias, atualmente.  Para o diretor da Rádio Alfa, Fernando Lopes e o presidente da Associação Les Amis du Plateau, Joaquim Barros, é importante juntar o mundo associativo. O pensamento é encontrar soluções mais rápidas para quem precisa, seja com bens de primeira necessidade ou através de ajudas financeiras.Manuel Pinto Lopes e Miguel Pires, membros da Santa Casa da Misericórdia de Paris e da Associação Minhotos de Chichy, salientaram que a logística já está preparada para a grande campanha de recolha. A grande missão é de fazer com que estes bens de primeira necessidade cheguem a quem realmente precise, principalmente a famílias portuguesas, que vivem na região parisiense.Também faz parte desta organização Mónica David, funcionária da Rádio Alfa, e a responsável pelos contactos com as associações. À Lusopress afirmou que tiveram muito interesse na criação a união associativa.Cecília de Moura é um exemplo que não faz parte de nenhuma associação, mas decidiu ajudar nesta iniciativa de recolha. Para si, este movimento de sensibilização é uma causa nobre.

 

Associação Kamea promoveu evento solidário para recolha de bens

 

Perante a grande crise sanitária que afeta grande parte da população mundial, também em França a situação não foi diferente. Foram afetadas milhares de pessoas, colocadas no desemprego parcial, com cortes no salário, e perante este cenário são muitas as que precisam de ajuda, principalmente de géneros alimentares. A situação não passou ao lado da associação KAMEA, que em parceria com a Rádio Alfa e o supermercado português Ibérico, localizado em Argenteuil, nos arredores de Paris, organizaram uma recolha de produtos alimentares e de higiene. O objetivo é ajudar os mais afetados pelas consequências sociais geradas pela crise do COVID-19. David Alves é membro da associação KAMEA e em entrevista à Lusopress explicou o objetivo desta ação, e de outras que irão desenvolver com a participação da Rádio Alfa e de outras associações da região parisiense. Aproxima-se o evento solidário “Todos Juntos”, a realizar no dia 20 de Junho, numa grande campanha de recolha de bens de primeira necessidade. Carla Fernandes é também membro da KAMEA, e para além da ação ter decorrido de forma positiva, salientou que o evento não ajudou somente a comunidade portuguesa, mas todos os que precisam e foram afetados pela crise sanitária.

 

Autarca em Beausoleil, Jorge Gomes fez o retrato dos portugueses na região

 

Jorge Gomes é mais um caso de emigração portuguesa. Chegou a França, com os pais, com 12 anos de idade, corria o ano 1991. Aos 16 começou a trabalhar na área da construção civil. Hoje, divide o seu tempo em duas profissões bem distintas: é chefe de obras num local de construção no principado do Mónaco, e é também maire-adjoint na cidade de Beausoleil, no sul de França. Jorge Gomes explicou como surgiu o interesse pela política, salientando as diferenças entre as funções que desempenha. Enquanto maire-adjoint, Jorge Gomes fez um retrato dos portugueses que vivem na cidade, que atualmente representam quase 35% da população total. São, na sua maioria, oriundos do norte de Portugal e trabalham no principado do Mónaco. Para si, também não passa ao lado a importância do Monumento aos Soldados Portugueses, instalado em Beausoleil. É uma homenagem aos homens que participaram na Primeira Grande Guerra. Sobre a crise sanitária pela qual o mundo está a atravessar, Jorge Gomes afirma não estar a ser fácil para as pessoas e para as empresas.No final, o representante político deixou uma mensagem, mas também um pedido de ajuda aos governantes portugueses: mostrar a importância do voto para os portugueses que vivem fora de Portugal.

Dia de Portugal assinalado em Paris com cerimónia restrita

 

A comemoração do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, em Paris, foi restrita devido ao estado de emergência que se encontra em França devido à pandemia Covid-19. A cerimónia teve lugar junto ao busto do poeta Luís de Camões na capital francesa, e contou com a presença do Embaixador de Portugal em França, Jorge Torres Pereira, do Cônsul-Geral de Portugal em Paris, Carlos Oliveira e de outras entidades e representantes da comunidade portuguesa. Na cerimónia, o Embaixador depositou junto ao monumento uma coroa de flores, em sua memória, e salientou que esta foi uma das formas de marcar o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades, tendo em conta as restrições impostas. Jorge Torres Pereira apelou ainda para que os portugueses que se encontram espalhados pelo mundo não deixem de cumprir a tradição de irem de férias a Portugal. Fortalecer os laços entre os portugueses de dentro e de fora do país, é o objetivo. O português Mapril Baptista, empresário em França, assim como Carlos Soares, marcaram presença na cerimónia e salientaram a importância da comemoração do Dia de Portugal, em Paris.

 

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Ministro do Mar inaugurou novas instalações da Apropesca, na Póvoa de Varzim

 

A Apropesca inaugurou as suas novas instalações no porto da Póvoa de Varzim, numa cerimónia que também assinalou os 35 anos desta Organização de Produtores de Pesca Artesanal.

Ler notícia

Marcelo Rebelo de Sousa: “De cada vez que deixam de votar, afastam-se de Portugal”

 

Comunidades portuguesas. Foi este o tema em cima da mesa, numa entrevista ao presidente e candidato Marcelo Rebelo de Sousa. A conversa teve lugar na Pastelaria Versailles, a sua sede de campanha. Assume que os problemas dos portugueses que residem fora do território físico português têm estado na sua agenda.

Ler notícia