“Vejo-me aflito para arranjar tempo para ir comer umas sardinhas a Portugal”
17 Jan, 2021 Última Actualização 5:09 PM, 15 Jan, 2021

“Vejo-me aflito para arranjar tempo para ir comer umas sardinhas a Portugal”

 

A fuga a um regime de ditadura é muitas vezes uma opção para encontrar novas oportunidades. Manuel Monteiro, natural de Vila Nova de Foz Côa, reencarnou os antepassados da sua querida cidade. Vestindo a pele de um homem paleolítico, o empresário encontra na pedra o caminho para escrever o seu destino. A guerra não fazia parte dos seus ideais, por isso, fugiu das armas e optou por uma realidade mais segura.

Antes da revolução dos cravos, o empresário troca a serenidade do seu abrigo pela movimentada metrópole parisiense. Dos tempos que construía casas ao largo do Rio Douro, aos dias em que a internet chega com maior precisão a um lugar do que um Ferrari, Manuel torna-se num empresário de sucesso.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Ministro do Mar inaugurou novas instalações da Apropesca, na Póvoa de Varzim

 

A Apropesca inaugurou as suas novas instalações no porto da Póvoa de Varzim, numa cerimónia que também assinalou os 35 anos desta Organização de Produtores de Pesca Artesanal.

Ler notícia

Marcelo Rebelo de Sousa: “De cada vez que deixam de votar, afastam-se de Portugal”

 

Comunidades portuguesas. Foi este o tema em cima da mesa, numa entrevista ao presidente e candidato Marcelo Rebelo de Sousa. A conversa teve lugar na Pastelaria Versailles, a sua sede de campanha. Assume que os problemas dos portugueses que residem fora do território físico português têm estado na sua agenda.

Ler notícia