03 Aug, 2020 Última Actualização 4:11 PM, 3 Aug, 2020

Portugueses de Valor 2020: Nomeada Ana Peixoto

 

Ana Peixoto nasceu em Lisboa em 1985. Da capital apenas sabe que é o local que a viu nascer, pois ainda bebé seguiu para França com os pais. Ainda assim, as maiores e melhores recordações que tem da infância são das férias passadas em Portugal. O destino era São Pedro de Aboim, em Amarante, onde juntamente com avós e primos passava bons momentos no Verão. Na memória está-lhe também o momento em que o pai a colocou, pela primeira vez, numa máquina. Tinha seis anos, e ficou encantada com a actividade profissional do pai, que tinha uma empresa de comercialização de máquinas para o sector da construção civil. Sentiu, nesse momento, que o futuro era ali. Desde então, todas as férias escolares eram passadas na empresa do pai, a observar passo a passo o seu progenitor. Ana Peixoto fez um BTS em Gestão e Comércio em Paris e integrou a empresa Peixoto Freres em 2007, a tempo inteiro. Hoje, juntamente com o pai, é a responsável máxima da empresa. O seu pai, Agostinho Peixoto sempre foi o seu ídolo. “Sempre quis ser como o meu pai, fazer as coisas como ele. Também tive sonhos de infância que é normal, como ser veterinária, mas depois sempre me foquei no meu pai”. Hoje, o principal sonho de Ana Peixoto prende-se em poder dar um bom futuro ao filho e continuar a trabalhar no que gosta. Como hobby, gosta de pintar. Para si, os valores que guiam a sua vida é a integridade e sinceridade, par além de “pôr o coração em tudo o que fazemos”. Ana foi catequista e ajuda regularmente associações portuguesas ligadas ao futebol, patrocinando as equipas. Para si, ser portuguesa é não esquecer as suas raízes. Confessa que quando se tem um companheiro que não fala português, por vezes é difícil manter a ligação a Portugal, mas o seu coração e as suas origens vão sempre permanecer na terra de Camões. A todos, deseja muita saúde e que as famílias continuem sólidas. “Os nossos filhos são o nosso futuro, por isso temos de ser sempre sinceros com eles, para que se desenvolvam bem”.