16 Feb, 2020 Última Actualização 4:40 PM, 14 Feb, 2020

Portugueses de Valor 2020 - Nomeado Luís Silvério

 

Luís Silvério é uma verdadeira referência em Portugal na revenda de pescado fresco e congelado. O talento para esta arte passou de geração em geração e foi transmitido como uma herança da família. O avô já negociava peixe e o pai também fazia uma pequena distribuição na aldeia, mas os tempos eram diferentes e as dificuldades bem maiores. “Naquela altura a distribuição era feita com carroças e com burros. No tempo da escola, o meu pai punha-me em cima de um burro para ir fazer vendas de peixe às aldeias juntamente com os funcionários que ele tinha”, recorda. Luís não esconde a admiração que sente pelo pai e diz que ele foi uma das pessoas que mais o inspirou. “O meu pai não sabia ler nem escrever, mas vendia peixe pelas aldeias e tinha o seu livro de fiados onde apontava todos os fiados que fazia às pessoas através da numeração”. O empresário estudou em Torres Vedras na Escola Industrial, mas depressa trocou os livros pelo trabalho e arregaçou as mangas para se juntar ao irmão mais velho. “O meu irmão lançou-se por conta própria e começou a comprar peixe em Peniche e a levá-lo para a Ribeira Nova em Lisboa. Eu ainda andava na escola, mas disse que não queria estudar mais, fui ter com ele e aos 15 anos fui para a Universidade da Vida que era a Universidade da Ribeira em Lisboa”, diz-nos.


A Universidade da vida até pode ter sido exigente, mas hoje reconhece que o preparou da melhor forma. “Havia lá um senhor em Lisboa que tinha um armazém onde é hoje a Portugália. Eles escreviam umas letras muito mal feitas, mas eu tinha que ir para a porta do armazém conferir o peixe e tinha que perceber a letra que eles escreviam. Depois comecei a crescer e com apenas 21 anos já era empresário”, recorda. A empresa Luís Silvério & Filhos foi fundada em 1987. Na Nazaré têm uma moderna unidade fabril com uma fábrica de congelação e um armazém para peixe fresco. Parte do peixe comercializado pela empresa vem da Mauritânia, Marrocos, Senegal, Espanha, Noruega, Tanzânia, Uganda e África do Sul. Depois é distribuído pelo território português ou além-fronteiras, abastecendo grandes grupos como o Jerónimo Martins, Makro ou Ocean e navegando em novos mercados como é o caso do americano ou italiano. “Nós estamos a mandar sardinhas frescas para a América e para o Canadá, carapaus, peixes nobres de qualidade para os grandes restaurantes de Nova Iorque e para Itália para uma peixaria ultra moderna. Conseguimos fazer isso com bom produto, boa qualidade e temos orgulho em elevar o nome de Portugal”, afirma Luís Silvério.


Actualmente dá trabalho a mais de 30 funcionários e garante todos são tratados como membros da família. O empresário diz sempre “aos mais novos que são todos filhos” e este carinho é retribuído pela equipa. A solidariedade também é um dos valores transmitidos, por isso, fazem frequentemente importantes doações para os Bombeiros Voluntários e apoiaram inclusive a viagem do surfista McNamara até à Nazaré para dinamizar a localidade. O nome do empresário é reconhecido e a opinião é unânime na cidade. “Eu acho que todos gostam de mim e eu gosto de todos”, diz-nos. O trabalho e a humildade caracterizaram o seu percurso e, aos 62 anos, Luís Silvério garante que é um homem feliz com as marés da vida.