ENTREVISTAS
20 Jan, 2021 Última Actualização 5:15 PM, 19 Jan, 2021

Da subida de divisão à paixão pelo FC Arouca: presidente Carlos Pinho em entrevista

 

Há um antes e há um depois de Carlos Pinho no Futebol Clube de Arouca. Nascido e criado em Arouca, o empresário do sector da construção civil assumiu a presidência do clube na temporada 2006/2007. Nesse mesmo ano, o Arouca venceu a I Divisão Distrital da Associação de Futebol de Aveiro. O que se seguiu, nas temporadas seguintes, foi uma ascensão até ao topo, desde o futebol amador, distrital, a jogar em campos de futebol pelados, com ninguém ou quase ninguém nas bancadas, até à Primeira Liga, para jogar com Benfica, Porto ou Sporting e até alcançou o apuramento para a Liga Europa. E tudo em apenas seis anos. A saída do distrital foi em 2007. A chegada à Liga em 2013. Nem as duas últimas descidas de divisão lhe tiraram a força e a energia de querer sempre mais e melhor pelo FC Arouca.

Nuno Luz de Almeida: "CGD França está sempre com os seus clientes, na linha da frente"

 

Nuno Luz de Almeida é o novo diretor-geral da Caixa Geral de Depósito em França. Economista de formação, assumiu o cargo em outubro de 2018, tendo antes passagens por diversas instituições financeiras. Foi Administrador do Banco Caixa Geral de Depósito Espanha e também presidente do Concelho de Administração da CaixaNet. Em entrevista à Lusopress falou do atual contexto que está a afetar a economia global, a pandemia de Covid-19, e salientou a preocupação do banco com os seus clientes e colaboradores. Nuno Luz de Almeida também fala dos resultados positivos que o banco obteve, onde salienta que são os melhores que o setor tem. Há alguns meses já como diretor-geral da Caixa em França, Nuno Luz de Almeida descreveu o espírito de missão e os principais desafios pelos quais o fez vir até Paris. Salientou ainda o serviço diferenciado que é prestado pelo banco, tanto para empresas como para particulares. No final, Nuno Luz de Almeida deixou uma mensagem: a instituição está sempre com os seus clientes, na linha de frente.

 

A opinião de Carlos de Matos por um Portugal melhor

 

Atento à realidade do país, são vários os assuntos sobre os quais Carlos de Matos tem opiniões a dar. A partir de Leiria, o empresário esteve à conversa com a Lusopress, manifestando preocupações, anseios e posições. Da política à Covid-19 mas, acima de tudo, por um Portugal melhor, Carlos de Matos mostra o seu ponto de vista com independência e liberdade. 

Entrevista a Carlos Oliveira, novo Cônsul Geral de Portugal em Paris

 

Carlos Oliveira era, até agora, Embaixador de Portugal na Argélia. Também já ocupou o posto de Cônsul de Portugal em Versailles entre os anos de 1996 e 2000. Agora, assumiu as funções de Cônsul-Geral de Portugal em Paris. Em entrevista à Lusopress, o diplomata vê a comunidade portuguesa em França com um olhar positivo, e diz sentir-se curioso pelas novas ferramentas informáticas do posto consular. Sobre os atos eleitorais da comunidade portuguesa, Carlos Oliveira salienta que pretende encontrar um mecanismo para uma maior afluência às mesas de voto. Aumentar a participação eleitoral é o objetivo. Entre Embaixador e Cônsul, para Carlos Oliveira, as funções são bem distintas. O agora novo Cônsul-Geral de Portugal em Paris afirma estar disponível para acompanhar os eventos realizados pela comunidade e, como tal, valoriza este tipo de iniciativas. Falou também sobre a crise sanitária pela qual o mundo está a viver. Carlos Oliveira salientou ainda que a sua experiência diplomática o faz perceber que as comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo são o melhor cartão de visita de Portugal.

Entrevista a José Cruz: O que é ser “frantuguês”?

 

Define-se como humorista “frantuguês”, erguendo assim as duas bandeiras que trás consigo, a de França, país onde nasceu, cresceu e se formou e, a de Portugal, país onde nasceram os seus pais e onde passou grande parte dos Verões da juventude. À Lusopress, revelou parte da sua história e dos projectos que tem actualmente. Foi depois de terminar os estudos, que José Cruz descobriu o mundo dos teatros musicais, do teatro de rua e do stand-up comedy, deixando assim de parte o teatro clássico. Após ter participado nestes projectos, José Cruz teve como objectivo estrear-se, por fim, na língua de Camões. Foi numa actuação em Portugal em 2011 que mostrou ao mundo, pela primeira vez, as suas habilidades humorísticas.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Associação Internacional dos Lusodescendentes quer organizar Feira da Lusofonia em 2021

 

A Associação Internacional dos Lusodescendentes foi criada em 2019 e está essencialmente focada e ao dispor dos lusodescendentes.

Ler notícia

Carlos Matos criou associação Leiria Saudável

 

Preocupado com as questões ambientais e, por consequência, de saúde, o empresário Carlos Matos avançou para a criação da associação Leiria Saudável. Aponta o dedo aos governantes políticos pela falta de fiscalização.

Ler notícia