28 Mar, 2020 Última Actualização 4:27 PM, 27 Mar, 2020

Berta Nunes ao telefone: "a mensagem que deixo é de esperança e de paciência"

 

Como médica que o é de formação, mas essencialmente como Secretária de Estado das Comunidades, Berta Nunes explicou à Lusopress a importância dos portugueses que se encontram espalhados pelo mundo de cumprirem as recomendações dos seus países de residência, mas também as indicações do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Recorde: as tradições das vindimas em França e em Portugal

 

As vindimas começaram e a Lusopress marcou presença no momento de apanhar as uvas. Fomos ao encontro desta tradição em França e em Portugal. Começamos por conhecer esta realidade num dos lugares mais conhecidos do mundo: a região do Champagne, em França. A cerca de 100 kms de Paris, na região de Epernay, mundialmente conhecida pela sua produção de Champagne, encontra-se Fernando Martins. É português e trabalha indiretamente na produção desta bebida há mais de 40 anos. A portuguesa Tina Dumont chegou à região de Champagne-Ardenne em 1982 para dar aulas de português. Com o tempo, e pela influência do marido que era produtor, tomou o gosto pela champagne. Hoje toma conta do principal negócio da família, a produção de champagne. Também em Portugal não podíamos deixar de marcar presença. A Lusopress esteve na região demarcada do Douro e de Lisboa, duas regiões vinícolas com características bem distintas. Na região do Douro, mundialmente conhecida pelo seus vinhos de excelente qualidade a Lusopress esteve em Santa Comba de Vila Nova de Foz Côa. Lugar que oferece condições únicas para a maturação das vinhas e para produção do vinho. Na Região Vinícola de Lisboa, até agora conhecida por Estremadura, tem a particularidade da maioria dos vinhos pertencerem a Cooperativas, com grande variedade de estilos e qualidades. Começa a haver um número crescente de vinícolas privadas, com vendas diretas ao consumidor. É o caso da Quinta do Ralha, na região de Leiria. Também aqui, acompanhamos as vindimas de características únicas e dificilmente encontradas noutra região.

Seminário de empresários luso-americanos da construção promoveu o diálogo em Newark

 

Pelo sexto ano consecutivo, realizou-se em Newark o maior seminário de empresários luso-americanos da construção civil nos Estados Unidos. Foram mais de 30 empresas, norte-americanas e portuguesas, num dia onde puderam partilhar experiências, ideias e negócios. O CENSE é organizado pela Media Consult, em colaboração com a AICEP Portugal, com o Consulado Geral de Portugal em Newark e com a Fundação AIP. O evento faz já parte da agenda anual de vários empresários portugueses dos Estados Unidos. Ao longo do dia, houve diferentes momentos de networking. É através deste evento que várias empresas portuguesas do sector de construção procuram novas oportunidades nos Estados Unidos. Os empreendedores aproveitam a introdução de produtos inovadores e sofisticados para atrair e desenvolver novos negócios. A importância do CENSE é cada vez mais evidente na comunidade empresarial luso-americana. Desde a sua primeira edição, já foram gerados mais de 50 milhões de dólares em trabalhos contratados.

Comunicado Covid-19: Encerramento Postos Consulares

 

Em França, as recentes decisões do Governo Francês para tentar conter a epidemia do COVID-19, implicaram a adoção de medidas fortemente restritivas visando a limitação generalizada de ajuntamentos, deslocações de pessoas, bem como o próprio funcionamento de serviços. Atendendo a este cenário e tendo como primeira preocupação a proteção de utentes, funcionários e respetivas famílias, a Secretaria de Estado da Comunidades Portuguesas, com a concordância da Embaixada de Portugal em Paris, autorizou o encerramento ao público de todos os Postos Consulares da Rede Consular de Portugal em França, até nova ordem. Todas as marcações existentes são canceladas. Assim que for possível assegurar novamente o atendimento ao público procurar-se-á repor as marcações existentes nesta data. Durante o período de encerramento ao público os Postos irão assegurar apenas o atendimento de emergências, desde que devidamente comprovadas, que deverão ser sinalizadas para os emails a disponibilizar pelos Postos Consulares ou para o Gabinete de Emergência Consular.

Também com o objetivo de dar apoio aos portugueses que se encontrem transitoriamente em viagem no estrangeiro e necessitem de ajuda para regresso a Portugal, o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) criou a linha de emergência COVID-19: serviço assente no endereço de e-mail (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.) e na linha telefónica +351 217 929 755.  Esta linha de emergência para viajantes estará disponível em dias úteis, entre as 9h e as 17h, e, fora deste horário, será complementada pela atividade do Gabinete de Emergência Consular em funcionamento 24 horas por dia.

É importante agora, independentemente se está em França, em Portugal ou noutro ponto do mundo, seguir as recomendações da Direção Geral de Saúde. Proteja-se a si e aos outros. Faça como a Lusopress, e fique em casa.

Lusodescendente José Santos é artista em Boston, e não esquece as tradições portuguesas

 

José Santos nasceu, vive e trabalha em Boston. É americano, mas de origem portuguesa. Os pais, naturais da região de Alcobaça emigraram para os Estados Unidos, território onde construíram família. José é professor e é à arte que dedica a sua vida. Das várias disciplinas artísticas, há uma que o encanta particularmente. No restaurante Rocco´s, de Joe Cerqueira, é possível apreciar algumas das obras de arte de José Santos. Aqui, todas elas remetem a tradições portuguesas. Com uma vida dedicada à arte, José assume ser impossível escolher a sua melhor criação. Quanto ao futuro, há sempre algo novo a surgir.  As obras de arte podem ser adquiridas, basta consultar joselsantos.com