Inês Brusselmans foi eleita Miss Portuguesa em noite onde também brilhou Laura Gameiro
08 Aug, 2022 Última Actualização 11:55 AM, 8 Aug, 2022

Inês Brusselmans foi eleita Miss Portuguesa em noite onde também brilhou Laura Gameiro

 

Foram 18 as finalistas do concurso Miss Portuguesa 2019. Vindas de várias partes do país e até do estrangeiro, mas todas em busca do mesmo sonho: ser a próxima Miss Portuguesa. Este é o maior concurso de beleza português e elege as representantes lusas aos principais certames de beleza mundiais. A representante da comunidade portuguesa em França foi Laura Cunha Gameiro. A jovem lusodescendente de 23 anos garante ter sido uma experiência inesquecível. A grande final decorreu na Casa Branca de Gramido, em Gondomar, e foi o culminar de duas semanas intensas de estágio. Período de preparação e aprendizagem para todas as finalistas.

No final, o presidente da organização Miss Portuguesa revelou os resultados. Laura Gameiro é Miss Grand Portugal e irá representar o país no concurso Miss Grand International, a realizar na Venezuela. A Miss Supranational é Carolina Liquito, o título Miss International Portugal foi atribuído a Ana Rita Aguiar e a Miss Universe Portugal é Sylvie Silva. A primeira e segunda Damas de Honor são Cristiana Silva e Beatriz Mota, respectivamente. Por último, foi relevado o mais aguardado título, o de Miss Portuguesa, atribuído a Inês Brusselmans.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com a exposição temporária "Antestreia"

 

O Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com uma exposição temporária intitulada “Antestreia”, dedicada à artista e com a curadoria de António Ponte. O Museu Carmen Miranda encontrava-se encerrado para obras de requalificação e ampliação.

Ler notícia

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia