Governo português lança jornadas “Estudar e Investigar em Portugal 2019” para emigrantes e lusodescendentes
28 Sep, 2021 Última Actualização 5:34 PM, 27 Sep, 2021

Governo português lança jornadas “Estudar e Investigar em Portugal 2019” para emigrantes e lusodescendentes

 
 
O Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal esteve em Paris para participar e divulgar a iniciativa de promoção do Ensino Superior português. O público-alvo da iniciativa são as comunidades portuguesas e lusodescendentes que queiram estudar em Portugal.O encontro decorreu no Consulado Geral de Portugal em Paris e contou com a presença do Embaixador Jorge Torres Pereira e do Cônsul António Moniz. Fizeram ainda parte da comitiva o presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, António Fontainhas Fernandes e o presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos, Pedro Dominguinhos.
 
Durante a conferência, o Secretário de Estado explicou o sistema de quotas para os portugueses que moram fora de Portugal e a forma como este sistema pode ser utilizado. João Sobrinho Teixeira ressalvou ainda que o canal de comunicação tem falhado na informação e divulgação dos 7% de lugares disponíveis em qualquer curso para a comunidade portuguesa. O presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas salientou que Portugal é um dos países mais seguros do mundo e dos mais baratos para estudar.Já Pedro Dominguinhos reforçou a vontade de querer ter mais estudantes lusodescendentes nas suas instituições, apostando forte na internacionalização. O lusodescendente Erwan Chadli-Gomes estudante de Mestrado em Bruxelas e licenciado em Relações Internacionais pela Universidade do Porto, foi um dos alunos que escolheu Portugal para estudar e partilhou a sua experiência.

 

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

A Première Vision de um mundo mais amigo do ambiente

 
João tem três filhos e quer deixar um planeta melhor aos seus rebentos. De que maneira é que isso é possível? Pois bem, basta seguir as atuais tendências do mercado. A indústria têxtil é das mais poluentes do mundo e tudo devido ao conceito que está à frente dos nossos olhos. O - Fast Fashion - ou seja, os preços apetecíveis e a rapidez com que a roupa chega até nós, fazem-nos vestir até o que não precisamos. A Première Vision desta realidade é feita na capital da moda, em Paris, e vários países  uniram-se para mostrar o que têm feito contra o desperdício. A sustentabilidade, para um consequente planeta melhor, foi o mote para o certame, que ocorreu de 21 a 23 de Setembro. Portugal está cada vez mais na moda e as 56 empresas portuguesas presentes na Première Vision comprovam a realidade.
Ler notícia

Desnível Bar 2 e o juízo que é preciso

 

O auditório de Alfornelos abriu as portas ao público para mais uma apresentação do Teatro Passagem de Nível. 40 anos já passaram desde o surgimento do TPN e em cena colocam a sua quadragésima terceira produção. 

Ler notícia

À conversa com João Pinharanda, ex-conselheiro cultural da Embaixada de Portugal em França

 

João Pinharanda nasceu em Moçambique, mas foi em Portugal que se formou em História e, enveredou pela História da Arte. Trabalhou como jornalista e especialista em arte em algumas publicações nacionais e foi peça crucial na fundação do Museu de Arte Contemporânea de Elvas.

Ler notícia

 

Estúdio e Redação

  • 19 Avenue James de Rothschild 77164 Ferrieres-en-Brie França
  • 0033 6 18 44 74 55
 

Siga-nos

                  

Subscreva a nossa Newsletter