Cerca de 300 ciclistas rumam à Terra da Castanha no Campeonato Nacional de Ciclismo de Estrada
17 Jan, 2022 Última Actualização 10:16 AM, 14 Jan, 2022

Cerca de 300 ciclistas rumam à Terra da Castanha no Campeonato Nacional de Ciclismo de Estrada

 Sernancelhe recebeu pela primeira vez o Campeonato Nacional de Ciclismo de Estrada para cadetes, juniores e femininos. Cerca de 300 ciclistas pedalaram  até à terra da Castanha para uma prova que durou dois dias.

O primeiro dia do evento iniciou com a prova de contrarrelógio feminino. Do Santuário da Nossa Senhora da Lapa, as ciclistas rumaram a várias localidades do concelho numa distância de 15 km. No segundo dia de provas, e na sede do concelho, o momento serviu para ficar a conhecer os campeões nacionais da categoria cadetes e juniores.  Os Sub-17 percorreram 73,5 quilómetros ao longo de três voltas. Já os juniores mostraram a sua audácia ao longo de 122,5 quilómetros.
O Campeonato Nacional de Ciclismo de Estrada, foi organizado pela Strong Speed, do antigo Ciclista  e vencedor de várias etapas da Volta de Portugal em Bicicleta, Cândido Barbosa. Em entrevista à Lusopress, o antigo ciclista salienta que é habitual realizar todos os anos estes eventos e ainda elogia a região que acolhe as provas.
Para Cândido Barbosa, este tipo de evento não é fácil de ser organizado devido a um conjunto de fatores que vão desde a segurança do ciclista a toda a parte técnica da realização da prova. O antigo atleta acrescenta que  a modalidade é um desporto saudável e que a sustentabilidade passa pelo ciclismo.
A ciclista Éris Chagas, representante da Academia de Ciclismo de Paredes, foi uma das ciclistas que participou na prova de contrarrelógio. Para a atleta o calor foi o seu maior adversário. A prova em terras da castanha teve o apoio da Federação  Portuguesa de Ciclismo, da Associação de Ciclismo da Beira Alta, e do Instituto Português do desporto e Juventude.

 

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Próxima paragem: Museu Nacional Ferroviário, Entroncamento - Parte 2

Sejam bem-vindos à segunda parte, e última, da conversa com Maria Teixeira, responsável pelo Museu Nacional Ferroviário do Entroncamento. Aqui o aviso repete-se e pedimos especial atenção aos comboios.
Ler notícia

Próxima paragem: Museu Nacional Ferroviário, Entroncamento - Parte 1

Eis que surge o Primeiro Bilhete de Comboio. Uma frase que literalmente regenerou os caminhos de ferro em Portugal. Uma miniatura de uma locomotiva a vapor e um comboio bem real, onde estão os aposentos da Rainha D.Maria Pia. Partindo dos primórdios dos caminhos de ferro, em 1856, há toda uma história para contar até à atualidade. Por isso, pare, escute e olhe, porque existem muitos comboios a circular. 

Ler notícia

Desde 1995, a Impacto Verde é uma referência na mediação imobiliária e um parceiro dos seus clientes

 

Pedro Lopes é o rosto e o pilar da afirmação da Impacto Verde no mercado. Entrou no mundo da mediação imobiliária em 1995 e, desde então, nunca mais parou. O arrendamento tem sido uma das grandes apostas da Impacto Verde ao longo dos anos.

Ler notícia

 

Estúdio e Redação

  • 19 Avenue James de Rothschild 77164 Ferrieres-en-Brie França
  • 0033 6 18 44 74 55
 

Subscreva a nossa Newsletter