André Ventura em entrevista: balanço das presidenciais 2021 e a importância das comunidades
18 Apr, 2021 Última Actualização 3:23 PM, 16 Apr, 2021

André Ventura em entrevista: balanço das presidenciais 2021 e a importância das comunidades

 

Licenciado e Doutor em Direito, André Ventura foi professor universitário, bem como consultor de diversas empresas na área jurídica. Lançou o projeto político do Chega no final de 2018, sendo reconhecido como o 24º partido português em Abril de 2019 pelo Tribunal Constitucional.

Em Outubro do mesmo ano alcançou um lugar no Parlamento nas eleições legislativas. Foi o primeiro a anunciar a sua candidatura às eleições presidenciais de Janeiro de 2021, tendo alcançado o 3º lugar, com 11,90% dos votos. Numa entrevista à Lusopress, começou por fazer um balanço do ato eleitoral. E, quando se faz um balanço, é inevitável falar da alta taxa de abstenção. Se em Portugal apenas 39,24% das pessoas votaram, na diáspora esse valor foi de apenas 1,88%.

Maria Vieira, atriz portuguesa, foi a mandatária escolhida por André ventura para representação junto das comunidades portuguesas. O partido Chega tem apenas dois anos de existência no panorama político nacional, mas André ventura mostra-se satisfeito com a sua representatividade junto da diáspora portuguesa. Um outro ponto em análise foi a visibilidade e a representatividade dos emigrantes portugueses na vida política, social e económica de Portugal.

Com o objetivo de dar mais atenção às comunidades, André Ventura deseja a criação de um Ministério das Comunidades. André Ventura deixou, ainda, a garantia de realizar campanha junto das comunidades portuguesas nos próximos atos eleitorais. Como mensagem final, André Ventura deseja que as comunidades sejam parte da nação portuguesa, reforçando a sua proximidade.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Município de Faro evolui com novos investimentos

 

Faro é uma cidade milenar, à beira do mar e da natureza, a (re)descobrir. Se quer viver experiências inesquecíveis num cenário único e rico em património histórico e natural, Faro é o destino ideal. Os costumes das suas gentes, a gastronomia local, os eventos culturais, a diversão noturna, a Ria Formosa e as suas praias fazem parte dos muitos encantos que a Capital do Algarve tem para lhe oferecer.

Ler notícia

Valongouro tem novo investimento e está na vanguarda tecnológica

 

Sediada em Valongo, a Valongouro tem levado o seu nome, cada vez mais, além-fronteiras. Foi criada em 1999, e ao longo destes 22 anos de existência no mercado viveu muitas transformações no sector da ourivesaria. Foram essas transformações que permitiram à Valongouro evoluir e adaptar-se às exigências do mercado.

Ler notícia

Especialista em leilões, a Avalibérica rege-se por rigor, isenção e profissionalismo

 

A história da Avalibérica começa a escrever-se em 1998, mas a sua experiência é mais antiga. Tudo começou quando Adelino Gonçalves saiu da tropa e respondeu a um anúncio para ser recuperador de crédito. Por força dos contactos estabelecidos no mercado, começou a perceber que havia negócio possível dento das vendas dos ativos que o tribunal recuperava. Não teve medo de arriscar e, passo a passo, foi trilhando o caminho da Avalibérica.

Ler notícia

Carlos Gonçalves em entrevista: "Portugal deve contar com as comunidades portuguesas"

 

Carlos Gonçalves, deputado do PSD eleito pelo Círculo da Europa é um dos rostos mais conhecidos e próximo das comunidades portuguesas. Numa grande entrevista à Lusopress, o deputado social democrata analisou as implicações da pandemia de Covid-19 no seu trabalho diário.

Ler notícia

Conheça o museu dedicado à vida e obra de Rafael Bordalo Pinheiro, genial artista português

 

Rafael Bordalo Pinheiro é uma figura marcante da cultura portuguesa da segunda metade do século XIX. Há muito quem ache que é o mais genial artista português de todos os tempos. Virtuoso desenhador, caricaturista, ceramista, colocou o seu imenso talento plástico ao serviço das suas convicções cívicas e políticas e as suas criações satíricas servem-nos hoje como serviram há 150 anos. A Lusopress veio conhecer um pouco da vida e obra deste artista português no Museu Bordalo Pinheiro, em Lisboa.

Ler notícia