Especial região do Minho: Fundação Santoinho preserva a tradição e património cultural minhoto
08 Aug, 2022 Última Actualização 11:55 AM, 8 Aug, 2022

Especial região do Minho: Fundação Santoinho preserva a tradição e património cultural minhoto

 

O Santoinho nasceu em 1972 pelas mãos de António Cunha, empreendedor no sector do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho. Desta forma, os turistas podiam levar consigo uma experiência única das tradições gastronómicas, populares, culturais e etnográficas da região, não só como visitantes mas acima de tudo como participantes.

Preservar as tradições minhotas, através da defesa, promoção e divulgação do património cultural existente é a essência do Santoinho. Aqui conjuga-se as vivências rurais e sociais ligadas ao campo, etnografia, romarias e outras tradições da região do Minho. Hoje, para além do espaço do arraial, o Santoinho junta mais atrações no seu exterior: o Museu Etnográfico e o Museu dos Transportes, que fazem parte da Fundação Santoinho. São milhares as peças de valor patrimonial e cultural aqui presentes.

É todo este património, material e imaterial, que a Fundação Santoinho pretende preservar para as gerações futuras. Assim, evita a dispersão destas raras peças, dinamizando e promovendo, diariamente, com a sua atividade, eventos e ações de forma a potenciar a integração da comunidade e a atratividade da região do Alto Minho. Ao longo de mais de 40 anos, e sempre com a originalidade que o caracteriza, o Santoinho foi-se tornando uma referência turística do Minho. Recebe, em todas as épocas, visitantes dos quatro cantos do mundo. De Maio a Novembro, o Santoinho espera por si.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com a exposição temporária "Antestreia"

 

O Museu Carmen Miranda, no Marco de Canaveses, reabriu com uma exposição temporária intitulada “Antestreia”, dedicada à artista e com a curadoria de António Ponte. O Museu Carmen Miranda encontrava-se encerrado para obras de requalificação e ampliação.

Ler notícia

Quinta de Santoinho celebrou os 50 anos de existência com grande festa para o público

 

Festa e arraial minhoto: é assim há 50 anos. A Quinta do Santoinho está de portas abertas desde 1972. O Santoinho nasceu pelas mãos de António Cunha, empreendedor no setor do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho.

Ler notícia

Arte para todos os gostos: as opções da Feira Nacional de Artesanato, em Vila do Conde

 

Os jardins da Avenida Júlio Graça, em Vila do Conde, voltaram a encher-se de artesanato. É aqui que decorre a 44ª edição da Feira Nacional de Artesanato. Das rendas de bilros, a feira foi abrindo portas a outros artesãos. Hoje, são cerca de 200 expositores, com artesãos de todo o país, que mostram o que de melhor fazem, com diferentes matérias-primas.

Ler notícia