Salão Maison&Objet 2020: Exportação portuguesa atinge valores históricos
12 May, 2021 Última Actualização 8:50 AM, 11 May, 2021

Salão Maison&Objet 2020: Exportação portuguesa atinge valores históricos

 

Foram 115 as empresas portuguesas que marcaram presença na primeira edição de 2020, do salão bianual do imobiliário e decoração “Maison & Objet”. Durante quatro dias, vários visitantes percorreram os 130 mil m² de área coberta, do Parque de Exposições de Villepinte, em Paris. O Secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Neves, também esteve presente e valorizou o posicionamento empresarial português no mercado a nível internacional, afirmando que é essencial o equilíbrio dos salários nacionais com essa excelência dos artigos produzidos.  Nesta exposição, dedicada à mostra de produtos do sector casa, é visível a crescente valorização de Portugal no estrangeiro, pelo consequente aumento dos níveis de exportação, quer seja no mobiliário, iluminação ou nos artigos decorativos. Assim o garante Nuno Barra, administrador do grupo Vista Alegre, a marca de porcelanas portuguesas mais antiga do país. Também a marca portuguesa de luxo Serip foi uma das que compareceu no certame. Os seus produtos, feitos a partir de bronze e vidro, enfeitam locais como The Simpsons Restaurant, em Londres, ou casas como a da cantora norte-americana Christina Aguilera e do designer de moda alemão Philipp Plein, levando o nome de Portugal  além-fronteiras. O seu responsável frisou a crescente valorização das peças portuguesas no estrangeiro. Neste certame que recebe cerca de 80 mil visitantes a cada edição, é cada vez mais elogiada a presença portuguesa. De ano para ano, o número de empresas participantes aumenta posicionando, assim, Portugal no grupo dos principais países exibidos no evento. 

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Joaquim Pires lamenta perda do chef e amigo Philippe da Silva

 

Philippe da Silva foi o primeiro chef português a receber uma estrela Michelin em França e um dos chefs de cozinha mais emblemáticos da cozinha francesa. Faleceu há cerca de um mês, com 67 anos, depois de dois meses de hospitalização por complicações da Covid -19. O chef português era dono do restaurante “Les Gorges de Pennafort” em Callas, no Sul de França. Nascido no Algarve, desde muito jovem que desenvolveu o gosto pela cozinha, tendo aprendido muito com a sua avó.

Ler notícia

Em França, a artista portuguesa Nair Pinto destaca-se na pintura e modelagem

 

Nair Pinto nasceu em Portugal, mais concretamente no concelho de Bragança. Foi para França ainda criança, e aí despoletou o seu interesse pelo desenho e a paixão pela arte. Mas, só mais tarde resolveu dedicar-se à pintura e à modelagem. Hoje, tem o seu atelier em Ozoir-la-Ferrière, nos arredores de Paris, onde dedica uma parte do tempo às suas obras.

Ler notícia

Empresa Forcefer, de Sernancelhe, aposta na "força do ferro" e já conquistou mercado francês

 

A Força do Ferro é a imagem de marca da Forcefer, empresa dedicada à engenharia metalomecânica, que surgiu em 2013, em Sernancelhe.Mostrando uma extraordinária capacidade de perceber as necessidades do setor, a empresa conseguiu rapidamente afirmar-se e ganhar mercado.

Ler notícia