Casa Angola: de pequena mercearia em 1932, a empresa 100% exportadora
28 Jul, 2021 Última Actualização 3:45 PM, 25 Jul, 2021

Casa Angola: de pequena mercearia em 1932, a empresa 100% exportadora

 

Angola dá o nome, mas a empresa é bem portuguesa. O que era uma pequena mercearia de José Moreira, em 1932, é hoje uma grande empresa de cariz 100% exportador. Hoje, as exportações abrangem mais de três dezenas de países, e chegam aos cinco continentes. A pequena mercearia de "torrar e vender café de Angola" tornou-se um ícone de progresso em constante renovação e crescimento, que dificilmente o seu fundador poderia alguma vez imaginar.

A Casa Angola comercializa bebidas e produtos alimentares portugueses, levando-os aos quatro cantos do mundo. Ainda assim, há outros produtos que completam a sua oferta. A experiência acumulada, sobretudo na área do duty-free, e os contactos com grandes fornecedores nacionais e internacionais, possibilitaram que a actividade de exportação chegasse a hotéis, cantinas, distribuidores, retalhistas, armazenistas e multinacionais. O tipo de cliente da Casa Angola varia de acordo com as características de cada país.

Aproveitando o know-how adquirido nos mercados internacionais, a Casa Angola iniciou o desenvolvimento de projectos na área dos produtos de origem biológica, nos vinhos, nas águas de nascente, no café e nas conservas de peixe. A empresa tem mais de cinco mil produtos nacionais em stock, disponíveis para entrega imediata. Estrategicamente localizada na Maia, próxima ao aeroporto Francisco Sá Carneiro a Casa Angola tem o objectivo de melhorar e aproximar o seu serviço ao cliente.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Recorde a última entrevista de Otelo Saraiva de Carvalho à Lusopress

 

Otelo Saraiva de Carvalho, militar e estratego do 25 de Abril de 1974, morreu hoje de madrugada aos 84 anos, no hospital militar, disse à Lusa Vasco Lourenço, presidente da Associação 25 de Abril.

Ler notícia

Vai uma fogaça?

 

Das muralhas do Castelo de Santa Maria da Feira para a cidade existe um pacto vitalício: todos os feirenses terão que comer um pão doce para curar doenças.

Ler notícia

Conheça Bragança: uma experiência única e cheia de lugares ímpares

 

Falar de Bragança seria uma conversa interminável, começou por dizer Hernâni Dias, presidente da câmara municipal desde 2013. Apaixonado pela sua cidade, foi também de forma apaixonada que nos falou das principais características brigantinas.

Ler notícia