LAZER
07 Mar, 2021 Última Actualização 5:29 PM, 6 Mar, 2021

Feira das Actividades Económicas de Aguiar da Beira termina com Dia do Emigrante

 

Aguiar da Beira acolheu, de 26 a 29 de julho, a 17ª Feira das Actividades Económicas do concelho. Foram 4 dias onde os visitantes puderam participar e assistir a diversas actividades de cariz cultural e recreativa, apreciar os pratos típicos da região e conhecer o tecido económico, social e cultural do concelho. Aqui, uma vez mais, mostrou-se o que de melhor tem Portugal, através dos recursos endógenos da região. A Lusopress foi conhecer três exemplos, de diferentes actividades económicas, que continuamente marcam presença na iniciativa.

Ao terminar a edição de 2018, o dia foi dedicado ao emigrante. Com a actuação de Luís Filipe Reis, a população de Aguiar de Beira festejou assim, junto daqueles que estão longe durante o ano. Aguiar da Beira encerrou a Feira das Actividades Económicas com a certeza de crescimento em qualidade e popularidade.

Festival Comida Continente com o melhor de Portugal

 

Foi um fim-de-semana de comida, música e muita animação. O parque da cidade do Porto, acolheu o segundo Festival da Comida Continente. O bom tempo ajudou à festa e milhares de pessoas percorreram o espaço e por aqui passaram algum tempo. As atuações de Diogo Piçarra e Tony Carreira foram um dos grandes atrativos da tarde de Domingo. Seis chefs de cozinha associaram-se a esta iniciativa do Continente e prepararam deliciosas iguarias para o público do Festival da Comida. Foi assim um fim-de-semana bem passado, com o melhor do que Portugal tem a oferecer.

FIA 2018: As razões para namorar Portugal

As caixas mágicas de José Lourenço deixam transparecer a arte nobre de um artesão. Tal como José, outros profissionais dão aso à imaginação e fazem do trabalho manual uma forma de expressar não só a sua vocação, como também a identidade de uma região.

De 23 de Junho a 1 de Julho, a Feira Internacional do Artesanato teve lugar na FIL, em Lisboa. 

 

Apresentado oficialmente o Leiria Dancefloor 2018

 

Foi apresentado oficialmente o Leiria Dancefloor 2018. Numa conferência de imprensa, foi anunciada a quarta edição do evento, que volta a contar com a presença dos mais mediáticos DJ´s nacionais e internacionais. O relvado do Estádio Municipal de Leiria Dr. Magalhães Pessoa voltará a receber milhares de festivaleiros, nos dias 27 e 28 de Julho. Nicky Romero e Blasterjaxx são cabeça de cartaz do festival que promete agarrar os fãs de música electrónica. Durante dois dias, o Dancefloor quer transformar o Estádio Municipal de Leiria na maior pista de dança do país.

Espectáculo de Filipe La Féria enche Teatro Politeama

 

 A peça - “Eu saio na próxima e você?” - retracta a história de um casal  que se conheceu no metro, em Lisboa, algures nos anos 70. João e Marina representam o casal da história fictícia e através das suas desavenças criam uma espécie de linha cronológica dos últimos tempos.
 
Filipe La Féria é o autor do espectáculo e colocou nos seus pupilos a mais alta fasquia.
 

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

André Ventura em entrevista: balanço das presidenciais 2021 e a importância das comunidades

 

Licenciado e Doutor em Direito, André Ventura foi professor universitário, bem como consultor de diversas empresas na área jurídica. Lançou o projeto político do Chega no final de 2018, sendo reconhecido como o 24º partido português em Abril de 2019 pelo Tribunal Constitucional.

Ler notícia

Especial região do Minho: Quim Barreiros está há 50 anos a levar alegria ao povo português

 

Seja “A Garagem da Vizinha”, “A Cabritinha” ou “Bacalhau à Portuguesa”, todos os portugueses sabem trautear alguma música do conhecido cantor popular Quim Barreiros. Nascido e criado em Vila Praia de Âncora, Quim Barreiros está a celebrar meio século de careira. Foi em 1971, há 50 anos, que editou a primeira música gravada.

Ler notícia

Especial região do Minho: Fundação Santoinho preserva a tradição e património cultural minhoto

 

O Santoinho nasceu em 1972 pelas mãos de António Cunha, empreendedor no sector do turismo e transportes, ao sentir a necessidade de englobar num só espaço as vivências e a cultura do Minho. Desta forma, os turistas podiam levar consigo uma experiência única das tradições gastronómicas, populares, culturais e etnográficas da região, não só como visitantes mas acima de tudo como participantes.

Ler notícia

“As memórias da minha terra”: um olhar sobre Vale de Cambra pela voz de Arlindo dos Santos

 

É sobre o lema “unindo os Portugueses” e mostrando o que Portugal tem de melhor, que a Lusopress irá lançar um novo projeto: o Lusopress Book. A 1ª edição do livro irá ser lançada em 2021. Trata-se de um guia de qualidade de alguns municípios portugueses, com uma panorâmica geral de cada região. O objetivo é divulgar as características do património natural e arquitetónico, contando a história de cada destino, sejam cidades, vilas ou aldeias. 

Ler notícia

Especial região do Minho: “Joaquinzinho” das bicicletas é um histórico acordeonista

 

Joaquim Barreiros, histórico acordeonista de Vila Praia de Âncora e pai do popular cantor Quim Barreiros. Tem 102 anos, e uma vida repleta de histórias. É filho de uma professora que veio lecionar para Riba de Âncora, Joaquim veio com mãe do Brasil com oito anos, após a morte do pai que era natural de Covas, em Vila Nova de Cerveira.

Ler notícia