INFORMAÇÃO
17 Jan, 2022 Última Actualização 10:16 AM, 14 Jan, 2022

“Vejo-me aflito para arranjar tempo para ir comer umas sardinhas a Portugal”

 

A fuga a um regime de ditadura é muitas vezes uma opção para encontrar novas oportunidades. Manuel Monteiro, natural de Vila Nova de Foz Côa, reencarnou os antepassados da sua querida cidade. Vestindo a pele de um homem paleolítico, o empresário encontra na pedra o caminho para escrever o seu destino. A guerra não fazia parte dos seus ideais, por isso, fugiu das armas e optou por uma realidade mais segura.

Antes da revolução dos cravos, o empresário troca a serenidade do seu abrigo pela movimentada metrópole parisiense. Dos tempos que construía casas ao largo do Rio Douro, aos dias em que a internet chega com maior precisão a um lugar do que um Ferrari, Manuel torna-se num empresário de sucesso.

Rotary Club, de Crécy-en-Brie, organizou mais um evento de solidariedade

 

O Rotary Club, de Crecy-en-Brie, organizou mais um evento de solidariedade .O objetivo foi reunir fundos para financiar os batismos de voo para crianças com deficiência, designado “Les Enfants du Ciel”. e para a compra de um carro 4por 4 para os Bombeiros de Espíte, freguesia de Portugal, segundo o Presidente da associação, Albert Marques. os fundos serão usados no baptismo de crianças em Portugal e França. Os eventos terão lugar no Verão, durante o mês de Junho

Presidente da República em França no Centenário da Batalha de La Lys

 

Corria o ano de 1918, e o Corpo Expedicionário Português combatia numa das mais violentas batalhas da Primeira Guerra Mundial. Na noite de 8 para 9 de Abril, caiu sobre a tropa portuguesa o peso de uma das maiores máquinas de guerra do mundo. Em poucas horas, as posições portuguesas foram varridas e foram raros os episódios de resistência. Cerca de 400 soldados morreram e 6500 foram feitos prisioneiros pelos alemães. Muitos dos militares que morreram na Flandres, estão sepultados no Cemitério Português de Richebourg. Comemora-se agora o centenário da Batalha de La Lys. Presidente da República e Primeiro-Ministro fizeram questão de estar lado a lado nesta homenagem aos soldados nacionais que combateram na Primeira Guerra Mundial.

Restaurante Queijaria Nacional leva a cozinha portuguesa à conquista de St-Germain des Prés em Paris

 

A Lusopress foi á descoberta do Restaurante" Queijaria Nacional"situado no número 3 da rua Grégoire de Tours em pleno coração do Bairro Histórico de Saint-Germain dês Prés em Paris, este novo espaço bem português , é uma nova geração de restaurantes, com um conceito onde prima a qualidade e não a quantidade, está casa bem portuguesas propõe -se servir aos seus clientes, os melhores queijos,enchidos,vinhos, azeites, pão e pastelaria das nossas regiões.

O empresário que constrói castelos

 

Joaquim Barros é a prova viva de que quem luta pelos seus sonhos consegue alcançar resultados positivos. Com origem em Viana do Castelo, o empresário permaneceu em território nacional até atingir a maior idade. Em Portugal, enquanto jovem, o seu percurso estava a ganhar uma direcção oposta à sua vontade e é neste impasse que decide mudar o rumo dos acontecimentos. De malas nas mãos, viaja para França para ir ter com o seu progenitor e assim desenhar novos desafios.

Fruto da sua audácia, Joaquim ganha um estatuto de empresário de referência no solo francês. O vianense tem a seu cargo a Batipose, empresa que tem destacado no seu portefólio a arte de construir castelos. 

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Próxima paragem: Museu Nacional Ferroviário, Entroncamento - Parte 2

Sejam bem-vindos à segunda parte, e última, da conversa com Maria Teixeira, responsável pelo Museu Nacional Ferroviário do Entroncamento. Aqui o aviso repete-se e pedimos especial atenção aos comboios.
Ler notícia

Próxima paragem: Museu Nacional Ferroviário, Entroncamento - Parte 1

Eis que surge o Primeiro Bilhete de Comboio. Uma frase que literalmente regenerou os caminhos de ferro em Portugal. Uma miniatura de uma locomotiva a vapor e um comboio bem real, onde estão os aposentos da Rainha D.Maria Pia. Partindo dos primórdios dos caminhos de ferro, em 1856, há toda uma história para contar até à atualidade. Por isso, pare, escute e olhe, porque existem muitos comboios a circular. 

Ler notícia

Desde 1995, a Impacto Verde é uma referência na mediação imobiliária e um parceiro dos seus clientes

 

Pedro Lopes é o rosto e o pilar da afirmação da Impacto Verde no mercado. Entrou no mundo da mediação imobiliária em 1995 e, desde então, nunca mais parou. O arrendamento tem sido uma das grandes apostas da Impacto Verde ao longo dos anos.

Ler notícia

 

Estúdio e Redação

  • 19 Avenue James de Rothschild 77164 Ferrieres-en-Brie França
  • 0033 6 18 44 74 55
 

Subscreva a nossa Newsletter