Portugueses de Valor 2021: Nomeado Luis Silvério
01 Aug, 2021 Última Actualização 5:09 PM, 29 Jul, 2021

Portugueses de Valor 2021: Nomeado Luis Silvério

 

Luís Silvério é uma verdadeira referência em Portugal na revenda de pescado fresco e congelado. O talento para esta arte passou de geração em geração e foi transmitido como uma herança da família. O avô já negociava peixe e o pai também fazia uma pequena distribuição na aldeia, mas os tempos eram diferentes e as dificuldades bem maiores. “Naquela altura a distribuição era feita com carroças e com burros. No tempo da escola, o meu pai punha-me em cima de um burro para ir fazer vendas de peixe às aldeias juntamente com os funcionários que ele tinha”, recorda.

Luís não esconde a admiração que sente pelo pai e diz que ele foi uma das pessoas que mais o inspirou. “O meu pai não sabia ler nem escrever, mas vendia peixe pelas aldeias e tinha o seu livro de fiados onde apontava todos os fiados que fazia às pessoas através da numeração”. O empresário estudou em Torres Vedras na Escola Industrial, mas depressa trocou os livros pelo trabalho e arregaçou as mangas para se juntar ao irmão mais velho. “O meu irmão lançou-se por conta própria e começou a comprar peixe em Peniche e a levá-lo para a Ribeira Nova em Lisboa. Eu ainda andava na escola, mas disse que não queria estudar mais, fui ter com ele e aos 15 anos fui para a Universidade da Vida que era a Universidade da Ribeira em Lisboa”, diz-nos.

A Universidade da vida até pode ter sido exigente, mas hoje reconhece que o preparou da melhor forma. “Havia lá um senhor em Lisboa que tinha um armazém onde é hoje a Portugália. Eles escreviam umas letras muito mal feitas, mas eu tinha que ir para a porta do armazém conferir o peixe e tinha que perceber a letra que eles escreviam. Depois comecei a crescer e com apenas 21 anos já era empresário”, recorda. A empresa Luís Silvério & Filhos foi fundada em 1987 na Nazaré, onde ainda hoje têm um armazém. As suas instalações estendem-se a Peniche, Lisboa e, mais recentemente, em Valado dos Frades, onde a empresa detém uma nova e moderna unidade industrial.

Parte do peixe comercializado pela empresa vem da Mauritânia, Marrocos, Senegal, Espanha, Noruega, Tanzânia, Uganda e África do Sul. Depois é distribuído pelo território português ou além-fronteiras, abastecendo grandes grupos como o Jerónimo Martins, Makro ou Ocean e navegando em novos mercados como é o caso do americano ou italiano. “Nós estamos a mandar sardinhas frescas para a América e para o Canadá, carapaus, peixes nobres de qualidade para os grandes restaurantes de Nova Iorque e para Itália para uma peixaria ultra moderna. Conseguimos fazer isso com bom produto, boa qualidade e temos orgulho em elevar o nome de Portugal”, afirma Luís Silvério.

Luis Silvério garante todos os colaboradores são tratados como membros da família. O empresário diz sempre “aos mais novos que são todos filhos” e este carinho é retribuído pela equipa. A solidariedade também é um dos valores transmitidos, por isso, fazem frequentemente importantes doações para os Bombeiros Voluntários e apoiaram inclusive a viagem do surfista McNamara até à Nazaré para dinamizar a localidade. O nome do empresário é reconhecido e a opinião é unânime na cidade. “Eu acho que todos gostam de mim e eu gosto de todos”, diz-nos. O trabalho e a humildade caracterizaram o seu percurso e, hoje, Luís Silvério garante que é um homem feliz com as marés da vida.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

Recorde a última entrevista de Otelo Saraiva de Carvalho à Lusopress

 

Otelo Saraiva de Carvalho, militar e estratego do 25 de Abril de 1974, morreu hoje de madrugada aos 84 anos, no hospital militar, disse à Lusa Vasco Lourenço, presidente da Associação 25 de Abril.

Ler notícia

Vai uma fogaça?

 

Das muralhas do Castelo de Santa Maria da Feira para a cidade existe um pacto vitalício: todos os feirenses terão que comer um pão doce para curar doenças.

Ler notícia

Conheça Bragança: uma experiência única e cheia de lugares ímpares

 

Falar de Bragança seria uma conversa interminável, começou por dizer Hernâni Dias, presidente da câmara municipal desde 2013. Apaixonado pela sua cidade, foi também de forma apaixonada que nos falou das principais características brigantinas.

Ler notícia