ENTREVISTAS
24 Oct, 2021 Última Actualização 6:00 AM, 24 Oct, 2021

Entrevista a Carlos Oliveira, novo Cônsul Geral de Portugal em Paris

 

Carlos Oliveira era, até agora, Embaixador de Portugal na Argélia. Também já ocupou o posto de Cônsul de Portugal em Versailles entre os anos de 1996 e 2000. Agora, assumiu as funções de Cônsul-Geral de Portugal em Paris. Em entrevista à Lusopress, o diplomata vê a comunidade portuguesa em França com um olhar positivo, e diz sentir-se curioso pelas novas ferramentas informáticas do posto consular. Sobre os atos eleitorais da comunidade portuguesa, Carlos Oliveira salienta que pretende encontrar um mecanismo para uma maior afluência às mesas de voto. Aumentar a participação eleitoral é o objetivo. Entre Embaixador e Cônsul, para Carlos Oliveira, as funções são bem distintas. O agora novo Cônsul-Geral de Portugal em Paris afirma estar disponível para acompanhar os eventos realizados pela comunidade e, como tal, valoriza este tipo de iniciativas. Falou também sobre a crise sanitária pela qual o mundo está a viver. Carlos Oliveira salientou ainda que a sua experiência diplomática o faz perceber que as comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo são o melhor cartão de visita de Portugal.

A opinião de Carlos de Matos por um Portugal melhor

 

Atento à realidade do país, são vários os assuntos sobre os quais Carlos de Matos tem opiniões a dar. A partir de Leiria, o empresário esteve à conversa com a Lusopress, manifestando preocupações, anseios e posições. Da política à Covid-19 mas, acima de tudo, por um Portugal melhor, Carlos de Matos mostra o seu ponto de vista com independência e liberdade. 

François Branco: uma vida dedicada à Les Dauphins e a paixão pelas ambulâncias

 

A história da Les Dauphins é conhecida e admirada por muitos. A empresa situada em Chelles é um marco do empreendedorismo português em França. Todos conhecem Mapril Baptista, que construiu um império a partir dos volantes das ambulâncias, mas agora damos a conhecer a história de François Branco. O homem que sempre acompanhou Mapril nas ambulâncias e um verdadeiro apaixonado pelo trabalho. Sempre lado a lado, François e Mapril começaram cedo uma vida de trabalho em conjunto. No espaço de três décadas, a Les Dauphins conseguiu ser o maior vendedor de ambulâncias em França. A empresa de transportes de doentes cresceu à velocidade das urgências e hoje é uma referência. O segredo do sucesso, para François, foi só um: a paixão. A retirar-se do trabalho diário da Les Dauphins, François sabe que a sua ligação à empresa nunca irá terminar. Foram muitas horas, dias e anos a dar o seu melhor em prol da empresa. Mais que um trabalho, para si a Les Dauphins sempre foi uma paixão. A reforma é o desafio que agora se impõe. O balanço, esse, não podia ser mais positivo. A expressão “família” é talvez a que melhor caraterize a ligação de François à Les Dauphins. Só assim se justifica a paixão pelo trabalho. Numa despedida que nunca será definitiva, fica a emoção de quem muito fez e continuará a fazer pela Les Dauphins. 

Entrevista a José Cruz: O que é ser “frantuguês”?

 

Define-se como humorista “frantuguês”, erguendo assim as duas bandeiras que trás consigo, a de França, país onde nasceu, cresceu e se formou e, a de Portugal, país onde nasceram os seus pais e onde passou grande parte dos Verões da juventude. À Lusopress, revelou parte da sua história e dos projectos que tem actualmente. Foi depois de terminar os estudos, que José Cruz descobriu o mundo dos teatros musicais, do teatro de rua e do stand-up comedy, deixando assim de parte o teatro clássico. Após ter participado nestes projectos, José Cruz teve como objectivo estrear-se, por fim, na língua de Camões. Foi numa actuação em Portugal em 2011 que mostrou ao mundo, pela primeira vez, as suas habilidades humorísticas.

Por entre romances e histórias do fantástico, Mylène encaixa a realidade

 

Mylène Maccio tem 28 anos e é lusodescendente. É agente imobiliária já há algum tempo, mas foi quando tinha 12 anos que descobriu o seu escape da vida real: a escrita. Nunca Mylène Maccio pensou que, aquilo que outrora era apenas e só um refúgio, a estivesse agora a fazer acreditar numa carreira literária. Após participar num concurso em França, com quase 300 participantes, Mylène terminou para seu espanto nos 12 primeiros lugares. O livro encontra-se agora disponível online nas principais livrarias. À Lusopress fez um resumo do romance que levou a concurso e foi, posteriormente, publicado.

Após tantas dúvidas durante o processo de escrita do romance, Mylène sente-se agradecida especialmente à sua família por ter sido o seu grande apoio, e nunca deixar de acreditar em si. Tentámos perceber como funciona o processo criativo desta jovem escritora. A narrativa descrita neste romance terá uma continuidade e, o segundo volume tem já data marcada para lançamento ao público.

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Veja também...

David Santos cumpre o sonho do pai e transforma Lourinhã num paraíso

Por entre cidades medievais, David Santos nasceu e cresceu na Bélgica.

Ler notícia

Câmara de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa inaugurou delegação em Nantes

 

Depois de Bordéus e Toulouse, foi a vez de Nantes acolher a inauguração de mais uma delegação da Câmara de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa. Chega, assim, à região do Grand-Ouest e dá continuidade ao objectivo primordial de criar uma rede de delegações a nível nacional.

Ler notícia

Alfyma marcou presença na Exposição do Congresso da Sociedade da Indústria Mineral, em Lille

 

Designada de Salão SIM - Sociedade da Indústria Mineral, a cidade de Lille foi a escolhida para a realização da sua 70ª (setuagésima) edição. A feira destaca os equipamentos e know-how dos fornecedores e serviços do sector da indústria mineral.

Ler notícia

 

Estúdio e Redação

  • 19 Avenue James de Rothschild 77164 Ferrieres-en-Brie França
  • 0033 6 18 44 74 55
 

Subscreva a nossa Newsletter