Governo adia para 2022 encontros para promover investimento da diáspora
19 Jan, 2022 Última Actualização 10:42 AM, 18 Jan, 2022

Governo adia para 2022 encontros para promover investimento da diáspora

O Governo adiou para 2022 os Encontros do Programa Nacional de Apoio ao Investimento da Diáspora (PNAID), marcados para entre 09 e 11 de dezembro, em Fátima, por causa da evolução da pandemia, anunciou o executivo.

"A evolução da situação epidemiológica em Portugal e na União Europeia apresenta uma trajetória ascendente, tendo o Governo decretado o estado de calamidade a partir de 1 de dezembro. Adicionalmente, a preocupação com a nova variante covid-19 obriga a maiores precauções na entrada de pessoas no país. Neste enquadramento, e por prudência, comunica-se o adiamento dos Encontros PNAID 2021 para data a anunciar oportunamente", refere o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), em comunicado.

Os Encontros PNAID, que dão continuidade aos Encontros de Investidores da Diáspora, são uma iniciativa conjunta do gabinete da secretária de Estado das Comunidades Portuguesas e da Secretaria de Estado da Valorização do Interior.

O PNAID tem o objetivo de promover o investimento da diáspora, em especial no interior do país, bem como as exportações e a internacionalização das empresas nacionais através da diáspora.

Esta seria a primeira realização daqueles encontros desde que foi aprovado o PNAID, em 2020, e seriam coorganizados pela Câmara Municipal de Ourém e pela Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, em parceria com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.

O programa é uma iniciativa de valorização das comunidades portuguesas que promove o investimento da diáspora, em especial no interior do país,

“Investimento da Diáspora, um investimento com marca” seria o lema dos encontros que tinham como finalidade “fornecer, a empresários portugueses no estrangeiro, interessados em investir em Portugal, informação sobre áreas-chave das políticas públicas do país”.

Outro propósito dos encontros seria proporcionar aos participantes informação sobre oportunidades e medidas de apoio ao investimento em Portugal e à internacionalização através da diáspora, bem como facultar-lhes um espaço de apresentação dos seus projetos, interação, conhecimento, partilha de experiências e boas práticas, parcerias e oportunidades de negócios.

Os promotores consideram o evento um “catalisador do estímulo ao empreendedorismo para a concretização de novas iniciativas empresariais em território nacional, consubstanciando-se numa poderosa força económica, social e cultural com uma contribuição determinante para aumentar a coesão nacional e a competitividade da economia portuguesa”.

Previstas estavam sessões temáticas paralelas, que abordariam temas como agricultura e agroalimentar, indústria, produção avançada, turismo e sustentabilidade, mar e economia azul, digital e saúde, ideias e negócios nos territórios do interior.

“Será um ótimo momento para conhecer as prioridades políticas, as oportunidades de investimento, empresas estrangeiras interessadas em importar produtos portugueses, empresas nacionais interessadas em exportar e outros investidores da diáspora”, lia-se no documento de apresentação do evento.

A covid-19 provocou pelo menos 5.206.370 mortes em todo o mundo, entre mais de 261,49 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.441 pessoas e foram contabilizados 1.147.249 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Uma nova variante, a Ómicron, foi recentemente detetada na África do Sul, tendo sido identificados, até ao momento, 13 casos desta nova estirpe em Portugal.

FONTE: LUSA

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Outras Notícias

É residente no estrangeiro? Saiba como votar para as Legislativas 2022

O Governo informou que já foi iniciado o processo de expedição para o estrangeiro dos boletins de voto para a eleição da Assembleia da República, que decorrerá a 30 de janeiro de 2022. 

Ler notícia

Governo adia para 2022 encontros para promover investimento da diáspora

O Governo adiou para 2022 os Encontros do Programa Nacional de Apoio ao Investimento da Diáspora (PNAID), marcados para entre 09 e 11 de dezembro, em Fátima, por causa da evolução da pandemia, anunciou o executivo.

Ler notícia

Saiba como: Votação no estrangeiro para a eleição da Assembleia da República

No âmbito da eleição da Assembleia da República, que decorrerá a 30 de janeiro de 2022, os eleitores residentes no estrangeiro devem verificar e, caso seja necessário, atualizar a morada associada ao cartão de cidadão, podendo fazê-lo presencialmente ou online. Esta verificação é essencial para garantir que o direito de voto no estrangeiro pode ser exercido sem constrangimentos.

Ler notícia

Mónica Vieira-Auer recebeu prémio criado para distinguir a diáspora portuguesa

O ministro de Estado e Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, destacou em Lisboa a diáspora portuguesa, a qual, defendeu, “deve estar no centro da decisão política”, na entrega de um prémio a Mónica Vieira-Auer.

Ler notícia

Secretária de Estado das Comunidades defende apoio para transladação de nacionais

A secretária de Estado das Comunidades Portuguesas defendeu “algum tipo de medidas de apoio” para a transladação de cidadãos nacionais que morram no estrangeiro e em situações de comprovada incapacidade financeira.

Ler notícia