30 Sep, 2020 Última Actualização 3:53 PM, 30 Sep, 2020

Comunidade portuguesa na África do Sul entrega 400 toneladas de alimentos

Comunidade portuguesa na África do Sul entrega 400 toneladas de alimentos

A comunidade portuguesa na África do Sul entregou hoje 400 toneladas de alimentos ao Governo sul-africano para ajudar no combate à fome na província de Gauteng, a mais afetada pela pandemia da covid-19.

A iniciativa de solidariedade, organizada pelo Fórum Português da África do Sul, juntou hoje centenas de pessoas em Kempton Park, arredores de Joanesburgo, para entregar os alimentos fornecidos por mais de 30 agricultores portugueses em 55 camiões oriundos de várias províncias.

"Como lusodescendentes, o nosso empenho para com este país é vasto e muito enraizado, e a nossa visão vai muito para além dos desafios atuais em restaurar o estado atual da economia e do país, que adotou uma cultura de solidariedade que nos permite ultrapassar quaisquer obstáculos que possamos enfrentar", declarou, em inglês, Manny Ferreirinha, presidente da organização não-governamental (ONG) portuguesa, organizadora da iniciativa.

O dirigente associativo homenageou "todos os que deram a vida" na linha da frente do combate à covid-19, que já causou 14.779 óbitos e 636.884 infeções no país, e agradeceu também, em isiZulu, às forças policiais sul-africanas, em particular à polícia de Tembisa, onde a ONG presta apoio social comunitário desde 2003.

Manny Ferreirinha terminou a intervenção com um apelo aos sul-africanos para se unirem "em prol da segurança dos agricultores” e para “levar à Justiça os perpetradores de crimes brutais contra as fazendas agrícolas" na África do Sul.

"Poderemos vir a precisar de um advogado uma vez na vida, mas precisamos de um agricultor três vezes ao dia", concluiu o líder associativo lusodescendente.

Falando em representação do governo provincial sul-africano, o arquiteto lusodescendente Gilberto Martins sublinhou que "a Comunidade Portuguesa é sempre solidária para com os mais necessitados e hoje”.

Gilberto Martins, que é o atual administrador da autarquia de Tshwane (antiga Pretória), capital presidencial do país, sublinhou que "a grande nação do arco-íris de que Nelson Mandela falava vai realizar-se e por isso, hoje, é um daqueles dias em que, mais uma vez, a grande comunidade portuguesa se juntou para ajudar toda a população em Gauteng".

"A comunidade portuguesa na África do Sul e em Gauteng continua a lutar para ajudar aqueles que não têm", declarou Gilberto Martins, destacando a diferença que as 400 toneladas vão fazer “na vida de milhões de pessoas que hoje sobrevivem apenas com uma fatia de pão".

O político lusodescendente do ANC frisou ainda que "os portugueses na África do Sul nunca se esquivam aos desafios”, mas referiu que a iniciativa de hoje é especial por ser em conjunto com o executivo: "Temos um compacto social com o Governo e queremos também ajudar", referiu.

Na cerimónia de entrega da assistência alimentar estiveram o ex-ministro da Cultura Paul Mashatile, atual tesoureiro do Congresso Nacional Africano (ANC, na sigla em inglês), o partido no poder desde 1994; Nomadlozi Nkosi, da autarquia de Ekhuruleni; o embaixador de Portugal na África do Sul, Manuel de Carvalho; o cônsul-geral de Portugal em Joanesburgo, Francisco-Xavier de Meireles; e os conselheiros da diáspora madeirense José Luís da Silva e José Nascimento.

A iniciativa contou ainda com o apoio de empresários e retalhistas portugueses na província de Gauteng, motor da economia nacional e atual epicentro da pandemia da covid-19, assim como cerca de 20 organizações de assistência social, como a britânica Salvation Army, a francesa Societé Française de Bienfaisance de Joanesburg e a Associazione Assistenziale Italiana.

No final da cerimónia, uma coluna de 55 camiões e furgonetas saiu do recinto do evento ao ritmo do tema “Jerusalema”, numa atuação ao vivo do DJ sul-africano Master KG, que aderiu também à iniciativa solidária lusa.

Fonte: LUSA

 

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Outras Notícias

Centro de Atendimento Consular vai ser estendido à Irlanda, Bélgica e Luxemburgo

O Centro de Atendimento Consular (CAC), que abrange a rede consular portuguesa em Espanha e assegura, no Reino Unido, questões relacionadas com o Brexit, entre outras, vai ser estendido à Irlanda, Bélgica e Luxemburgo, segundo fonte oficial.

Ler notícia

Conselho das Comunidades Portuguesas escolhe nova direção

O Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP) reúne-se entre hoje e quinta-feira, em Lisboa, para escolher uma nova direção do Conselho Permanente deste órgão consultivo do Governo e participar em várias audiências com o Governo e o Presidente da República.

Ler notícia

Investigador português lança associação de graduados portugueses na Suíça

Um investigador português da Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN) quer reunir graduados portugueses na Suíça numa associação, com o objetivo de promover o intercâmbio de experiências pessoais e profissionais.

Ler notícia

Apoio às associações nas comunidades portuguesas a concurso em 01 de outubro

O Ministério dos Negócios Estrangeiros anunciou hoje que o concurso para apoios ao associativismo das comunidades portuguesas começa em 01 de outubro e o limite máximo de ajuda será de 80% ou 50% do valor elegível do orçamento apresentado.

Ler notícia

CCP comemora 40 anos com criticas à falta de consulta em temas das comunidades

No aniversário de 40 anos do Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP), o presidente do seu Conselho Permanente, Flávio Martins, disse temer que o órgão consultivo se torne num instrumento "para inglês ver", por não ser ouvido.

Ler notícia