06 Dec, 2020 Última Actualização 3:26 PM, 5 Dec, 2020

Conselho das Comunidades pede ao Governo apoio "extraordinário" às associações

O Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP) pediu ao Governo português uma ação "rápida e eficiente" que permita um apoio "extraordinário e urgentíssimo" às associações das comunidades portuguesas no mundo, tendo em conta o cenário de pandemia de covid-19.

 

O conselho permanente do CCP aprovou na terça-feira uma "moção de apoio ao associativismo nas comunidades, a fim de aconselhar ao Governo de Portugal para que efetive uma rápida e eficiente ação, visando o apoio extraordinário e urgentíssimo às nossas associações nas comunidades", afirmam os conselheiros num comunicado hoje divulgado. "As associações portuguesas, em todos os continentes, sob pena de encerramento e perda desses patrimónios (material e imaterial), urgem obter esse necessário apoio financeiro", reforçou a nota do órgão do CCP.

Assim, os conselheiros recomendam ao executivo português que aprove um diploma legal, e faça a sua "ampla divulgação", no qual preveja um "programa e apoio extraordinário ao associativismo", mediante uma candidatura à Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas. Esta entidade, por seu lado, deve "indicar critérios, requisitos, prazos, controlo e valores a serem concedidos o mais brevemente possível", adiantam.

O comunicado, assinado pelo presidente do conselho permanente do CCP, Flávio Alves Martins, referiu que foi tendo em conta os efeitos da pandemia provocada pelo novo coronavírus e "o quanto ainda afetará as comunidades portuguesas no estrangeiro" que os conselheiros decidiram aprovar a moção. Mas também tendo em conta o que “a projeção de Portugal no mundo implica no apoio e na valorização das comunidades”, e que, “nesse contexto, o associativismo constitui uma das mais importantes formas de organização social”. Porque, as associações de portugueses no estrangeiro são "polos de fomento e verdadeiras 'embaixadas' da 'Portugalidade' e repositórios de riquezas imateriais", relembram os conselheiros na nota. E recordam também as preocupações que já tinham manifestado na moção de 19 de março, já sobre os problemas vividos pelas comunidades portuguesas no contexto de pandemia de covid-19.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 323 mil mortos e infetou quase 4,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 1,8 milhões de doentes foram considerados curados. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

FONTE: LUSA

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Outras Notícias

Alunos lusófonos em Londres fizeram progresso na última década

Os alunos lusófonos melhoraram os resultados escolares na última década, em Lambeth, município londrino onde está concentrada uma grande comunidade portuguesa, apesar de ainda terem taxas de sucesso inferiores a outros grupos étnicos, mostra um estudo da autarquia.

Ler notícia

Presidenciais: Comunidades enviam propostas para aumentar participação da diáspora

O Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP) propõe o desdobramento das mesas de voto e a divulgação de medidas de prevenção face à covid-19 com vista a uma maior participação da diáspora nas próximas eleições presidenciais.

Ler notícia

Autarcas de origem portuguesa em França promovem encontro virtual

Os autarcas de origem portuguesa em França vão reunir-se virtualmente este sábado para falar sobre o poder da ação social mesmo em tempos de pandemia, num encontro onde vão marcar presença autoridades portuguesas, francesas e deputados dos dois países.

Ler notícia

Investidores da Diáspora candidatam-se a apoios ao emprego de mais de 17 ME

O Governo anunciou hoje que os investidores da Diáspora apresentaram 142 candidaturas ao programa +CO3SO Emprego, a medida de empregabilidade lançada em julho, num montante global de 17 milhões de euros para a criação 363 postos de trabalho.

Ler notícia

Abertura do Centro de Atendimento Consular para a Bélgica

Centro de Atendimento Consular (CAC) português para a Bélgica entrou hoje em funcionamento, com o propósito de desmaterializar e simplificar os atos consulares, anunciou hoje o Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Ler notícia