Emigrantes no Luxemburgo lançam campanha para ajudar hospitais portugueses
19 Oct, 2021 Última Actualização 11:25 AM, 18 Oct, 2021

Emigrantes no Luxemburgo lançam campanha para ajudar hospitais portugueses

Duas associações de emigrantes no Luxemburgo lançaram uma campanha de angariação de fundos destinados a comprar material e equipamentos para hospitais portugueses, para a resposta ao novo coronavírus, segundo informação divulgada hoje.

De acordo com uma nota enviada à agência Lusa, a campanha, promovida pela Associação Cultural e Humanitária da Bairrada e pela Santa Casa da Misericórdia, ambas no Luxemburgo, apela à "solidariedade para a angariação de fundos, destinados a apoiar hospitais em Portugal, especialmente na zona Centro, na compra de ventiladores, material médico e hospitalar".

Sob o lema, "A solidariedade não faz quarentena...Unidos somos mais fortes", as duas organizações sublinham "a urgência" e uma "atitude participativa" numa altura em que "vários hospitais lutam com falta de material". "Neste momento de isolamento, não esqueçamos quem está na linha da frente a zelar por nós",apelam as duas organizações que abriram contas bancárias para a recolha de donativos.

As doações podem, assim, ser efetuadas através das contas da Associação Cultural e Humanitária da Bairrada no Luxemburgo (LU39 0020 1101 8237 0700 – BIL) ou da Santa Casa da Misericórdia no Luxemburgo (LU82 0019 4255 8673 5000 – BCEE).

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 535 mortos devido à covid-19, mais 31 do que no domingo (+6,2%), e 16.934 casos de infeção confirmados, o que representa um aumento de 349 (+2,1%). Dos infetados, 1.187 estão internados, 188 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 277 doentes que já recuperaram. Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados em 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde 19 de março e até ao final do dia 17 de abril. O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 114 mil mortos e infetou mais de 1,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Dos casos de infeção, quase 400 mil são considerados curados. Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

 

FONTE: LUSA

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Outras Notícias

OE2022: Eleições para Conselho das Comunidades vão ter projeto-piloto de voto eletrónico

O Governo prevê realizar um projeto-piloto de voto eletrónico à distância nas eleições para o Conselho das Comunidades Portuguesas, que se realizam em março de 2022, segundo a proposta do Orçamento do Estado (OE2022).

Ler notícia

Expositores portugueses na feira internacional das industrias do ambiente em Lyon: POLLUTEC.

A feira bienal internacional POLLUTEC que terá lugar de 12 a 15 de Outubro no Parc des Expositions Lyon Eurexpo, é uma das maiores exposições mundiais do sector do ambiente (equipamentos, tecnologias e serviços ambientais), que reúne um universo de importantes empresas fabricantes de equipamentos e processos industriais assim como empresas de serviços industriais.

Ler notícia

Sobe número de eleitos regionais e departamentais de origem portuguesa em França

Após as eleições regionais e departamentais em França, a comunidade portuguesa está representada com cerca de 20 eleitos nos conselhos departamentais e mais de 10 nos conselhos regionais, uma subida em relação a 2015, segundo fonte oficial.

Ler notícia

Governo eleva classificação dos vice-consulados de Portugal em Toulose e em Vigo

O vice-consulado de Portugal em Toulouse será elevado a consulado e o vice-consulado de Portugal em Vigo passará a consulado-geral, no âmbito da reorganização da rede externa prevista no novo Regulamento Consular, anunciou hoje o Governo.

Ler notícia

Organização portuguesa no Canadá distribui 45 bolsas de estudo no valor de 47,5 mil euros

Uma organização portuguesa no Canadá distribuiu na semana passada 45 bolsas de estudo a alunos lusodescendentes do ensino pós-secundário no valor de aproximadamente 70 mil dólares canadianos (47,5 mil euros).

Ler notícia