Representante luso-malaio apela à CPLP criação de fundo para o "mundo português”
28 Oct, 2021 Última Actualização 6:00 AM, 27 Oct, 2021

Representante luso-malaio apela à CPLP criação de fundo para o "mundo português”

Um representante da minoria luso-malaia perante o estado de Malaca apelou hoje à CPLP que crie um fundo de 100 milhões de dólares (93 milhões de euros) “para ajudar o mundo português” afetado pela covid-19.

“Proponho um fundo de 100 milhões de dólares da CPLP [Comunidade dos Países de Língua Portuguesa] para ajudar o mundo português a combater o vírus. A CPLP terá coragem ou vontade política? Acredito que sim”, afirmou à agência Lusa Joseph Santa Maria. Na opinião de Joseph Santa Maria, que é também um dos líderes da comunidade do Bairro Português em Malaca, o fundo deve ser canalizado para comunidades dos descendentes de portugueses no Sri Lanka e para as aldeias ‘lusas’ em Tugu e Flores, Indonésia,

A prioridade passa pela aquisição de máscaras e desinfetantes, detalhou o luso-malaio. Em relação à comunidade de descendentes portugueses em Malaca, Joseph Santa Maria afiançou que foi criada uma equipa que procura angariar fundos para apoiar os cerca de mil a dois mil lusodescendentes em mais de 110 casas. Por essa razão, o fundo a ser criado pela CPLP deveria ser canalizado para outras comunidades luso-asiáticas, defendeu. “A CPLP pode fazer algo, tenho certeza”, afirmou, reforçando: “Este é o momento que a CPLP deve mostrar que se importa”. “Os líderes da CPLP precisam de realizar uma reunião de videoconferência de emergência para definir a ajuda à comunidade portuguesa em todo o mundo”, frisou o responsável. Por outro lado, Joseph Santa Maria pediu ainda à “família portuguesa asiática”, espalhada um pouco por todo do continente, para que assumam um papel proativo, em especial os líderes de cada comunidade. “Exorto-os a ficarem em casa e ouvirem os seus governos nestes tempos difíceis”, apelou.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 324 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 14.300 morreram. Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia. O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, com a Itália a ser o país do mundo com maior número de vítimas mortais, com 5.476 mortos em 59.138 casos. Segundo as autoridades italianas, 7.024 dos infetados já estão curados. Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

FONTE: LUSA

Newsletter

Subscreva a Newsletter para receber conteúdos semanais sobre Portugal e toda a comunidade Portuguesa!

 

Outras Notícias

OE2022: Eleições para Conselho das Comunidades vão ter projeto-piloto de voto eletrónico

O Governo prevê realizar um projeto-piloto de voto eletrónico à distância nas eleições para o Conselho das Comunidades Portuguesas, que se realizam em março de 2022, segundo a proposta do Orçamento do Estado (OE2022).

Ler notícia

Expositores portugueses na feira internacional das industrias do ambiente em Lyon: POLLUTEC.

A feira bienal internacional POLLUTEC que terá lugar de 12 a 15 de Outubro no Parc des Expositions Lyon Eurexpo, é uma das maiores exposições mundiais do sector do ambiente (equipamentos, tecnologias e serviços ambientais), que reúne um universo de importantes empresas fabricantes de equipamentos e processos industriais assim como empresas de serviços industriais.

Ler notícia

Sobe número de eleitos regionais e departamentais de origem portuguesa em França

Após as eleições regionais e departamentais em França, a comunidade portuguesa está representada com cerca de 20 eleitos nos conselhos departamentais e mais de 10 nos conselhos regionais, uma subida em relação a 2015, segundo fonte oficial.

Ler notícia

Governo eleva classificação dos vice-consulados de Portugal em Toulose e em Vigo

O vice-consulado de Portugal em Toulouse será elevado a consulado e o vice-consulado de Portugal em Vigo passará a consulado-geral, no âmbito da reorganização da rede externa prevista no novo Regulamento Consular, anunciou hoje o Governo.

Ler notícia

Organização portuguesa no Canadá distribui 45 bolsas de estudo no valor de 47,5 mil euros

Uma organização portuguesa no Canadá distribuiu na semana passada 45 bolsas de estudo a alunos lusodescendentes do ensino pós-secundário no valor de aproximadamente 70 mil dólares canadianos (47,5 mil euros).

Ler notícia