26 Mar, 2019 Última Actualização 5:53 PM, 24 Mar, 2019

Vallegre organiza jantar com prova de vinhos em Paris

 

Há cinco gerações que a Vallegre dá continuidade, à tradição secular de uma família de viticultores, oriundos da região do Douro. A empresa mantém-se 100% portuguesa, e tem-se destacado pelos resultados da expansão, mas também pela modernização e preservação da sabedoria ancestral. Do Douto até Paris, a Vallegre organizou um jantar, com prova dos seus vinhos. O local escolhido, foi o restaurante Le Saint Martins, na capital francesa.

É na Quinta da Vista Alegre que tudo começa, terminando depois na boca de quem mais aprecia bons vinhos. Os destinos são vários e França está agora como um mercado potencial para a aposta do vinho do Porto de qualidade.

Fado em Paris ganha uma nova voz: Tânia Raquel Caetano

 

Tânia nasceu no Montijo, de onde saiu com os pais rumo a França, quando tinha apenas 5 anos. Mas já aqui, a sua vocação para a música se manifestava desde muito cedo. Em França, frequentou o conservatório quando tinha 12 anos. No liceu, fez parte de um grupo de jazz e foi nessa altura, com 16 anos, que teve o primeiro contacto, a sério, com o fado. O avô paterno e a mãe passaram-lhe o gosto e o talento para a música. Aos 14 anos, descobre o fado, ao ouvir Dulce Pontes. Tânia, dá agora os primeiros passos no fado. Para já, Tânia Raquel Caetano concilia a psicologia com os espectáculo em casas de fado, em França. O sonho, é fazer carreira como fadista e conseguir gravar um álbum.

Autocarro nº 2 faz paragem no Restaurante A Ponte

 

O Autocarro nº 2 realizou mais uma viagem, desta feita com paragem em Suresnes, no restaurante A Ponte. A iniciativa começou nos Portugueses de Valor de 2018, na Figueira da Foz, e conta já com diversas paragens. O objectivo é o convívio entre amigos e a troca de experiências. Cerca de 80 pessoas disseram sim à chamada e embarcaram no autocarro para mais um serão bem passado. Manuel Pinto Lopes e Victor Ferreira, dois dos mentores da iniciativa, salientaram que o Autocarro nº 2 também realiza ações sociais.

O grupo tem servido também para a descoberta da boa gastronomia. No restaurante A Ponte, o chef Manuel Moreira presenteou com iguarias portuguesa à entrada, seguindo-se arroz pica no chão e vitela à moda de Fafe.