18 Apr, 2019 Última Actualização 8:00 AM, 19 Apr, 2019

Nomeado Portugueses de Valor 2019: Carlos Boiça

 

 
Carlos Pinto Boiça, nascido a 25 de Março de 1948, no concelho de Coimbra, é um dos portugueses em que o factor determinante que o levou aos 17 anos, celebrados no decorrer da viagem, a rumar a França, foi poder libertar-se de um Serviço Militar obrigatório que teria inevitavelmente marcado um trajecto bem diferente daquele que ambicionava construir. Paris foi o seu destino e como tantos outros exemplos da nossa emigração, começou por trabalhar na construção civil. Primeiro com o seu avô e posteriormente com o seu tio, esta dura actividade serviu-lhe de alavanca para alcançar o sucesso, tornando-se um dos pioneiros da restauração portuguesa na capital francesa.
 
Dizem que na vida não há coincidências, pois num dia em que o frio não permitia o exercício da sua árdua actividade, ao abrigar-se da intempérie num restaurante, foi-lhe dito que se de um restaurante procurava, ali bem perto encontraria um disponível para venda. E foi assim que decidiu, junto com a sua mulher, lançar-se nessa aventura da restauração. Após ultrapassadas burocracias para que pudesse obter todas as licenças necessárias para o exercer deste novo desafio, o serviço militar volta-lhe a bater à porta. Desta vez em França, engenhosamente conseguiu libertar-se de novo recrutamento, em apenas dois dias foi passado à reserva pois não havia maneira de seguir as instruções que lhe eram dadas.
 
Decide na década de 80 regressar com a família para o país que o viu nascer e manteve-se ligado à restauração. Mas as diferenças encontradas em Portugal, em termos das complicações burocráticas, tão simples em França, tão complexas em Portugal, aliadas às diferenças salariais, quase o fizeram voltar a França. Numa oportunidade em Albufeira, decide alugar o espaço do restaurante no parque de campismo. Daí a tornar-se o proprietário do parque, foi uma caminhada de luta, de suor e muito sacrifício, mas com resultados brilhantes. Expandiu-se ao ponto de investir no Brasil. A vida dá muitas voltas e saber agarrar as oportunidades que ela nos dá faz com que Carlos Boiça olhe para trás e diga: “faria tudo de novo”.