22 Jun, 2018 Última Actualização 9:15 AM, 20 Jun, 2018

Portugueses de Valor 2018: Nomeada Delphine Pereira

 

Nasceu em Paris, mas sempre teve uma ligação especial a Portugal. Delphine Pereira assume que teve uma infância feliz, onde fez parte a dança clássica, o violino e o conservatório de música. Criada e educada com muito amor, decidiu começar a trabalhar cedo, ajudando o seu pai na empresa familiar no sector dos táxis. Sempre assumiu ter um sonho: o objectivo de investir no ramo imobiliário. Lançou-se como empresária aos 25 anos, comprando edifícios nos arredores de Paris, fazendo a remodelação e vendendo a investidores.

Portugueses de Valor 2018: Nomeado Fernando Duarte

 

Fernando Duarte é natural da Invicta, mas foi em Inglaterra onde fez grandes parte da sua formação. Fez um mestrado em Cirurgia Oral e Maxilofacial no Eastman Dental Institute na Universidade de Londres e depois voltou para Portugal. Em Portugal juntou-se à esposa, Carina Ramos, também médica dentista, e fundaram a Clitrofa. Actualmente esta clínica é uma referência e o rigor do seu trabalho permite também dar várias formações a médicos que vêm de outros países.

Portugueses de Valor 2018: Nomeado Fernando Afonso

 

 

Fernando Afonso veio para França com apenas três anos. Cresceu e viveu no país onde estudou contabilidade, mascando chegou a hora de fazer contas à vida, optou por se dedicar ao ramo da segurança. Aos 18 anos já trabalhava nas discotecas e fazia a proteção de artistas, governantes e até mesmo da realeza que passava em Paris. Em 2000, Fernando aventurou-se e decidiu criar a sua própria empresa.

Portugueses de Valor 2018: Nomeado José Afonso

 

José Afonso chegou a França em 1970, pouco tempo depois de participar na Guerra do ultramar . Desde então passaram 46 anos. José continua ligado a Portugal e ainda tem uma residência em Macedo de Cavaleiros, na terra onde foi criado, mas o lar já está há muito para lá das fronteiras .Trabalhou sempre como bate-chapas em duas oficinas e hoje apesar de estar reformado , continua ,à trabalhar para comunidade portuguesa em França.

Portugueses de Valor 2018: Nomeado Francisco Teixeira

 

Corria o ano 1966 quando, em Celorico de Basto, nascia Francisco Teixeira. Contrariando a vontade do pai, optou por não continuar os estudos, tendo acompanhado o seu progenitor até França. Emigrou com 15 anos, iniciando-se logo de seguida no sector da construção civil. O infortúnio de um acidente de trabalho levou-o a criar a sua própria empresa. Passaram 12 anos e a empresa de Francisco Teixeira continua a laborar em território francês na construção e renovação de habitações. As recordações que tem de Portugal são as saudades da sua infância.francisco